Qui, 07 de Março de 2013 14:32

Florestas do Paraná devem ser catalogadas por inventário nacional


As florestas do Paraná devem passar a ser catalogadas pelo Inventário Florestal Nacional (IFN). A iniciativa foi lançada na quarta-feira (6) pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) em parceria com os secretários de estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida, e de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

O levantamento paranaense irá compor a ação do IFN que pretende catalogar os recursos florestais de todo o Brasil. No Paraná, um dos focos de atenção deve estar na Mata Atlântica, que de acordo com o SFB possui importantes remanescentes do bioma, com cerca de 2,43 milhões de hectares em fragmentos acima de cem hectares, que segundo o Atlas de Remanescentes Florestais da Mata Atlântica são os mais representativos para a biodiversidade. Ainda segundo o SFB, o bioma atinge 98% do estado. Outro fator destacado é o setor de exportação de produtos florestais, que rendeu R$ 1,1 bilhão em 2011.

O levantamento deve começar pelas mesorregiões Centro Sul, Sueste e Centro Ocidental, que possuem grandes concentrações de araucárias. Em um primeiro momento, 151 pontos definidos por coordenadas geográficas devem ser pesquisados. A segunda etapa deve ampliar o catálogo para 550 pontos.

Entre os trabalhos desenvolvidos pelo IFN estão a medição do diâmetro e altura das árvores, a identificação das espécies de cada local e a coleta de material botânico para verificar o estado fitossanitário das árvores, além de outras medições e análises. Moradores dos pontos monitorados também devem ser entrevistados.

O Paraná é o terceiro estado a desenvolver o IFN, que já passou por Santa Catarina e oDistrito Federal. Ainda estão previstos os próximos trabalhos no Rio Grande do Sul e nos estados da Amazônia Legal.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box