Seg, 11 de Março de 2013 08:34

Operação destrói quase três mil toneladas de maconha no Paraguai


Uma operação coordenada pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai destruiu 2,95 mil toneladas de maconha no país. Em 12 dias, os agentes identificaram e destruíram 975 hectares de plantações da droga, a maioria na região de Capitán Bado, a cerca de 550 km da fronteira com Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, uma das principais portas de entrada de entorpecentes no Brasil. Se chegasse a ser vendida, a droga poderia render mais de US$ 100 milhões aos traficantes, de acordo com a Senad.

Deflagrada no dia 27 de fevereiro, a Operação Nova Aliança 3 durou 12 dias e será encerrada oficialmente na segunda-feira (11), na capital Assunção. Além dos agentes da Senad, a ação de combate contou com a participação da Unidade de Operações Militares do Exército, da Força Aérea – que cedeu os helicópteros usados para que as equipes chegassem até as plantações – e da Armada Nacional e com o a apoio da Polícia Federal brasileira.

Apesar de a operação ter sido comandada do nordeste do país, equipes de Ciudad del Este, Pedro Juan Caballero,  Encarnación, Salto del Guairá e Concepción também realizaram incursões nas regiões utilizadas pelas quadrilhas para cultivar grandes áreas. No total, foram destruídas 337 plantações, 139 acampamentos e 17 máquinas de prensar. Foram incineradas ainda 13,8 toneladas de maconha picada, 42,5 kg da droga prensada e uma tonelada de sementes prontas para serem plantadas.

As ações se concentraram nos estados de Amambay, Concepción, Canindeyú e Alto Paraná, todos na fronteira com o Brasil. Algumas das plantações foram localizadas nas regiões de Naranjito, Itakyry e da reserva florestal de Mbaracayu, áreas de constantes disputas entre agricultores brasileiros e sem terras paraguaios. A maior delas, que resultou na morte de 17 pessoas entre campesinos e policiais, serviu de estopim para o impeachment do ex-presidente Fernando Lugo, em junho de 2012.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box