quinta, 19 de setembro de 2019


Seg, 22 de Abril de 2013 20:04

Curitiba não atinge meta e prorroga vacinação



A campanha de vacinação contra a gripe em Curitiba será prorrogada até a próxima terça-feira, dia 30 de abril – quatro dias além do calendário original, que ia até 26 de abril. O objetivo da Prefeitura de Curitiba e Secretaria Municipal da Saúde é que mais pessoas tenham acesso à imunização.

Até a tarde desta segunda-feira (22), uma semana após o início da campanha, haviam sido vacinadas 135.779 pessoas – o que corresponde a 52,06% da meta estabelecida para o grupo formado por gestantes, crianças com menos de dois anos, idosos e mulheres que tiveram filhos há menos de 45 dias. Esse grupo soma 281 mil pessoas. Também foram vacinadas pessoas com doenças crônicas (grupo para o qual não é possível estabelecer metas) e profissionais de saúde. No total, foram aplicadas até agora em Curitiba 170.088 doses da vacina.

Curitiba recebeu 460 mil doses e a meta do Ministério da Saúde é que pelo menos 380 mil pessoas sejam vacinadas na capital paranaense. “O momento de tomar a vacina é agora, antes de o frio chegar, porque a vacina leva de 15 a 21 dias para produzir efeito e garantir a imunização do organismo”, destaca Moacir Pires Ramos, diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria.

Entre os grupos prioritários, segundo o último boletim de vacinação, as mulheres que foram mães há menos de 45 dias formam o grupo que mais aderiu à campanha (62,09%), seguido dos idosos (55,65%), grávidas (40,70%) e crianças com menos de dois anos (37,87%). “A cobertura de vacinação entre as gestantes e crianças também melhorou, mas ainda precisa de uma maior conscientização, pois eles estão entre os grupos mais vulneráveis no caso de um quadro gripal”, alerta Ramos.

Em Curitiba, as pessoas podem se vacinar em qualquer uma das 109 unidades de saúde.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box