domingo, 22 de setembro de 2019


Sáb, 06 de Agosto de 2016 17:39

Paranaenses são uma das principais forças para Brasil conquistar medalhas


O Paraná é uma das principais forças do Brasil na conquista de medalhas na Olimpíada do Rio, que será aberta nesta sexta-feira (5). Participam dos jogos 30 atletas nascidos no Estado. Deles, 12 são bolsistas do Talento Olímpico do Paraná - TOP 2016, maior programa estadual de incentivo ao esporte do País, criado pelo governo paranaense e patrocinado pela Copel.

Além dos 12 bolsistas paranaenses, o TOP 2016 levará ao Rio outros quatro representantes nascidos em outros estados, mas federados no Paraná, fechando um total de 16 atletas representantes do programa na Olimpíada. O TOP 2016 também terá 17 bolsistas na Paralimpíada.

"Estamos felizes com a expressiva presença de paranaenses na Olimpíada e na Paralimpíada", diz o governador Beto Richa. "O estímulo do Estado a atletas e treinadores pelo TOP 2016 certamente fortaleceu a participação dos paranaenses. Temos uma grande expectativa sobre o desempenho deles e dos demais brasileiros de maneira geral", acrescenta Richa.

O secretário de Estado do Esporte e do Turismo, Douglas Fabrício, diz que a Olimpíada do Rio é um momento máximo para o esporte brasileiro. “Neste contexto, o TOP 2016 mostra o seu sucesso. Esperamos agora a cereja do bolo, que seria a conquista de medalha por parte de um de nossos atletas, mostrando o quanto vale a pena o investimento no esporte”, afirma o secretário. “Mas mesmo que não venha a medalha, para nós o pódio já é o mais alto. Afinal, temos um número expressivo de atletas apoiado pelo governo estadual, vemos que o esporte no Paraná tem recebido a atenção que merece."

ABERTURA - À cerimônia de abertura dos Jogos do Rio, nesta sexta-feira (5), o Brasil chega com sua maior delegação em todos os tempos - 465 atletas. Nos jogos anteriores, em Londres (2012) foram 259 competidores. Com esses números, os brasileiros compõem o segundo maior grupo de atletas na Olimpíada, atrás apenas dos Estados Unidos.

Há quatro anos, foram 17 medalhas ganhas pelo País - três ouros, cinco pratas e nove bronzes. A meta para 2016 é ficar entre os dez melhores no quadro geral de medalhas. Para atingir o objetivo, o Brasil terá de chegar cerca de 25 vezes ao pódio.



Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box