Sáb, 08 de Outubro de 2016 16:40

Beto Richa diz que alunos não sabem por que estão protestando no Paraná

Richa tem razão Richa tem razão


O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), afirmou na sexta-feira (7) que os jovens que ocupam escolas no estado desde segunda-feira (3) não sabem por que estão protestando. Segundo Richa, os estudantes são usados por movimentos sindicais “numa perfeita doutrinação”.

De acordo com o Movimento Ocupa Paraná, os alunos protestam contra a medida provisória sobre a reforma do ensino médio apresentada pelo governo federal. A última atualização, feita pelo movimento nesta manhã de sábado (8), indicava 50 escolas ocupadas no estado. As aulas foram suspensas nestas unidades.

“Não vão intimidar. Sindicatos ligados à CUT e ao PT que querem a baderna no país usando, de forma criminosa, as nossas crianças nas escolas que estão nas ruas protestando não sabem nem o que. Numa perfeita doutrinação ideológica das escolas do Paraná e do Brasil. Aqui, talvez, com mais intensidade, pela agressividade dos sindicatos daqui”, afirmou o governador.

Entenda a proposta de reforma.

O movimento começou em São José dos Pinhais, cidade da Região Metropolitana da capital paranaense. Atualmente, são 19 instituições de ensino ocupadas na cidade.  A fala de Richa foi dada em um evento, em Guarapuava, na região central do estado, da Cooperativa Agrária Agroindustrial. O governador pediu aos pais que conversem com os filhos.

 

“Eu peço aos pais e mães que cuidem dos seus filhos nas escolas, que conversem com seus filhos: meu filho, o que está acontecendo? Meu filho, por que você está manifestando? Quem pediu para você fazer isso? Em nome do que, de que causa? É uma doutrinação. Estão formando cidadãos, amanhã, que vão defender os grupos extremistas, grupos de esquerda. E quem deve receber ou passar a formação dos seus filhos são os pais e as mães”.

Para Richa, professores devem ensinar e não querer substituir o papel dos pais.

Mário Sérgio Ferreira de Souza, secretário jurídico do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (App-Sindicato), defendeu a ação dos estudantes e negou interferência do sindicato do movimento de ocupação das escolas.

“Eu não conheço nenhuma situação em que o sindicato chegou às escolas ou a CUT chegou às escolas. Os alunos procuraram perguntando se a gente apoiaria eles e como poderia apoiar, e nós apoiamos”, disse.

Souza criticou a fala do governador, declarando que o Beto Richa deve ter equilíbrio emocional e chamar alunos e entidades representativas para saber o que está acontecendo.

“É fundamental que ele, enquanto representante máximo, eleito pela população paranaense, mantenha o equilíbrio, negocie. O papel do governador é negociar, conversar, saber o que está acontecendo. Não é fazer acusações infundadas”

Da mesma forma, PT e CUT afirmaram que apoiam os estudantes e que consideram justas as reivindicações. As entidades negaram qualquer paricipação no movimento.

Nesta manhã, um grupo de estudantes se reuniu no jardim do Colégio Estadual do Paraná para discutir a medida provisória. 

“A gente fez a semana inteira conscientizações assim e, agora, todo mundo já está com muita ideia do que é essa MP. Mas a gente continua estudando porque ela ainda é uma medida que tem um monte de planos controversos. A gente quer respostas, a gente quer uma revogação destas leis ridículas, extraordinárias para o estado e, para a gente,  deplorável”, afirmou o estudante Oruê Brasileiro.

O que diz a Secretaria de Educação
A Secretaria de Estado da Educação (Seed) informou que, depois das ocupações, as escolas devem apresentar um calendário com a reposição das aulas perdidas. O órgão informou ainda que está acompanhando a manifestação dos estudantes em todo o estado.

A Seed também disse que os canais de diálogo estão abertos, e que, no Paraná, qualquer alteração só será feita após os seminários que serão realizadas para discutir a proposta.
Resultado de imagem para colegiosocupados pr
Eles sequer leram  a proposta de reforma; logo, são mandados aos protestos; pena que os estudantes paranaenses (e professores também) sejam tão ignorantes..... 

 




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box