domingo, 17 de novembro de 2019


Dom, 09 de Outubro de 2016 15:30

Até tu, meretíssimo? Juiz é afastado acusado de troca de favores em sentenças

Ganhou até titulo de cidadania! Que mico... Ganhou até titulo de cidadania! Que mico...


 

O juiz Luiz Carlos Boer, de Porecatu, no Norte do Paraná, foi afastado das funções por determinação judicial na sexta-feira (7). A decisão do juiz Márcio Trindade Dantas atende a pedido feito pelo Ministério Público, que investiga as relações de Boer com beneficiários de sentenças. O inquérito é baseado no depoimento de várias testemunhas, que alegam saber de trocas de favores e de ordens de Boer para agilizar processos de pessoas próximas a ele. Também o patrimônio supostamente incompatível com a renda do juiz está sendo analisado.

Para o Ministério Público, Boer agia em parceria um advogado de Porecatu. Ao menos 15 sentenças relacionadas a processos bancários teriam tramitado muito mais rapidamente do que o usual. Também os honorários advocatícios eram fixados em valores acima do normal em casos de pessoas próximas a Boer. Além disso, testemunhas disseram durante a investigação que funcionários de uma empresa local foram cedidos para fazer obras na casa do juiz responsável por analisar processos da mesma empresa.

Segundo o promotor Renato de Lima Castro, Boer tem ao menos 12 imóveis em uma cidade vizinha a Porecatu, além de propriedades em outros municípios e estados. A decisão judicial que afastou temporariamente Boer do cargo o impede, inclusive, de entrar no Fórum de Porecatu e de ter contato com qualquer um dos citados no processo. A Corregedoria do Tribunal de Justiça do Paraná informou que irá acompanhar a investigação.

A Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar) informou que uma nota será emitida em breve. O presidente Frederico Mendes Júnior disse, em entrevista, que a entidade espera que os fatos sejam apurados, assegurado o contraditório e o direito de defesa. Ele também espera ver garantida, sem quaisquer pressões, a independência para que o magistrado que determinou o afastamento do colega possa atuar livremente no processo.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box