segunda, 16 de setembro de 2019


Qua, 09 de Novembro de 2016 20:37

Traiano, presidente da Alep, é a favor do ‘enforcamento’


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ademar Traiano (PSDB), informou hoje que a Casa vai “fechar” na segunda-feira, véspera de feriado da proclamação da República, dia 15. A sessão será transferida para a quinta-feira pela manhã. Visivelmente irritado com os questionamentos, Traiano alegou que todos os órgãos públicos do Estado farão o mesmo.

“Nós teremos um feriado na terça-feira. Todos os órgãos públicos estarão fechados. Poder Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas, governo do Estado. Estamos baixando uma resolução estabelecendo como regra que o funcionário que faltar em função desse fechamento da Casa – nós vamos fechar na segunda-feira – terá que compensar o horário na sequência”, afirmou o tucano. “Nós teremos a área administrativa aberta. Agora os funcionários estão liberados e terão que compensar na sequência. Todos os órgãos públicos estão fechando”, disse Traiano.

Perguntado se isso não provoca questionamento da população, o presidente da Assembleia reagiu irritado. “A população deveria questionar o Ministério Público. O Ministério Público fez feriado no dia do funcionário (dia do servidor público – 28 de outubro) e vai fechar também na segunda-feira. Não cabe só ao Poder Legislativo ser questionado. Eu fico indignado. Nós somos um telhado de vidro. Todo mundo tem o direito de nos agredir. Nos ofender. E os outros órgãos? Porque você não faz essa pergunta ao Ministério Público?”, perguntou o deputado à repórter da rádio CBN, Andressa Tavares, que havia questionado a decisão da Assembleia de “enforcar” a segunda-feira.

Não satisfeito, Traiano continuou: “Eu acho que vocês apenas fazem a pergunta ao Poder Legislativo. É apenas essa a minha indigação”, disse. O presidente da Assembleia também não gostou de ser questionado sobre o fato da pauta da sessão de hoje ter apenas um item: um veto parcial do governo ao projeto que estabelece mudanças nos processos administrativos fiscais da Receita Estadual e do Conselho de Contribuintes. “Não se preocupe com a pauta da Legislativo. A pauta do Legislativo nós vamos cumprir até o dia em que for necessário, 22 de dezembro. Todos os projetos serão votados”, afirmou.

Questionado sobre o fato de que em dezembro, muitas vezes a Assembleia acaba promovendo sessões consecutivas para poder “limpar a pauta” dos projetos represados ao longo do ano, Traiano voltou a demonstrar irritação com a imprensa. “Você está muito preocupada com a pauta. Você deveria se preocupar com outras coisas que estão acontecendo no Paraná”, disse, citando a questão das ocupações de escolas por estudantes contrários à reforma do ensino médio. “Vocês sempre estão do lado no sentido de querer cobrar do Poder Legislativo, que é o grande responsável por tudo o que ocorre aqui no Estado. Nosso poder é um poder transparente. Essa cobrança não acontece em relação aos outros poderes”, reclamou.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box