Ter, 13 de Dezembro de 2016 22:34

TSE determina nova eleição em Foz, mas Mac Donald Ghisi ainda esperneia


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferiu na noite desta terça-feira (13), por quatro votos a três, o recurso especial de Paulo Mac Donald Ghisi (PDT), candidato a prefeito mais votado nas últimas eleições em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná. No entanto, o candidato ainda pode recorrer da decisão, que impugnou a sua candidatura.

Após indeferir o recurso, o TSE determinou novas eleições para o município, que ficam a cargo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Em função dos julgamentos de vários recursos referentes às eleições municipais, por meio da Portaria TSE nº 1078, já foram divulgadas possíveis datas eleições suplementares no próximo ano: 15 de janeiro, 5 de fevereiro, 12 de março, 2 de abril, 7 de maio, 4 de junho, 2 de julho, 6 de agosto, 3 de setembro, 1º de outubro, 12 de novembro e 3 de dezembro. Até lá, assume o cargo o futuro presidente da Câmara de Vereadores.

O ex-prefeito é acusado de ter praticado improbidade administrativa e enriquecimento ilícito enquanto ocupou o cargo nas gestões entre 2005 e 2012. Nas urnas, Ghisi recebeu 58.163 votos, vencendo uma disputa acirrada com o deputado estadual Chico Brasileiro (PSD), que totalizou 54.488 votos. Phelipe Mansur (Rede) ficou na terceira colocação com 23.572 votos, seguido por Sérgio Barros (PSC), com 1.492 votos e Túlio Bandeira (Pros) com 721 votos.

Voltar ao Topo