Ter, 11 de Abril de 2017 12:55

Duvido que tenha um empresário que possa dizer que pedi cinco centavos, diz Lula. Claro, companheiro, bandido não passa recibo....


 

Um dia após o empreiteiro Marcelo Odebrecht afirmar, em depoimento ao juiz Sergio Moro, que repassou quase R$ 13 milhões para o Instituto Lula, o ex-presidente disse nesta terça-feira (11) que não há um empresário que tenha provas contra ele. "Estou há três anos esperando [uma prova contra mim], há três anos...", ponderou.

A declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi dada em entrevista à rádio Meio Norte, do Piauí. O petista respondia a uma pergunta sobre os rumores de que ele pode ser preso pela Lava Jato a qualquer momento.

"Eu parto do pressuposto que alguém, para ser preso, precisa ter cometido um crime e a polícia e a Justiça tem que ter prova para condenar uma pessoa", disse.

Réu em cinco ações na Justiça, sendo três no âmbito da Operação Lava Jato, Lula afirmou que está tranquilo a respeito das investigações.

"E eu volto a repetir: eu duvido que tenha um empresário neste país --qualquer que seja, daqueles que estão presos, daqueles que estão livres-- que possam dizer, em alto e bom som, que um dia o ex-presidente Lula pediu cinco centavos para eles", declarou sem citar o nome de Marcelo Odebrecht.

Lembrando que já teve seus sigilos bancário e telefônico quebrados, Lula disse esperar que seja apresentada uma prova contra ele. "A única coisa que eu peço isso. Não tendo prova, peçam desculpas a mim. Eu volto para casa para cuidar da minha família", comentou. "Prenda quem quiser para me denunciar e espero que apresentem uma prova contra mim. Só isso".

S5 Box