sábado, 19 de agosto de 2017


Seg, 17 de Abril de 2017 11:38

Novo turno de vadiagem remunerada...




Servidores municipais de Curitiba decidem na noite de hoje (17) se a greve geral começará nesta terça-feira (18). O indicativo foi aberto no fim de março, por conta do ajuste fiscal proposto pelo prefeito Rafael Greca (PMN), que, entre outras medidas, pretende suspender o plano de carreira e adiar a data-base da categoria. A assembleia acontecerá às 19h na sede da APP-Sindicato, na capital.

Irene Rodrigues, coordenadora-geral do Sismuc (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba), afirmou que tudo está pronto para a paralisação começar amanhã, dependendo apenas da decisão dos servidores. “Hoje teremos uma assembleia para fazer os encaminhamentos para a greve. Vai depender da categoria, porque todos os trâmites legais já foram feitos”, descreveu à Banda B.

Segundo Irene, o Sismuc espera que o projeto seja retirado da Câmara Municipal de Curitiba (CMC). “Estamos em contato com a CMC com relação ao calendário da votação. Queremos que o projeto seja retirado para fazer o debate com calma, porque os nossos números não batem com os da prefeitura”, disse.

No caso da greve ser confirmada, serviços de Saúde, escolas municipais e até de segurança, por conta dos guardas municipais, podem ser afetados. (Com informação da Banda B)

S5 Box