sábado, 19 de agosto de 2017


Sex, 19 de Maio de 2017 21:19

Respingou em Beto Richa


m um depoimento de delação premiada, o diretor de relações institucionais da empresa J&F Holding, que controla o Grupo JBS, Ricardo Saud, disse à Procuradoria-Geral da República que entregou R$ 1 milhão em dinheiro vivo para o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, José Richa Filho, conhecido como Pepe Richa.

O secretário é irmão do governador Beto Richa (PSDB). Segundo o delator, essa quantia foi usada para a campanha de reeleição do chefe do Executivo estadual, em 2014.

"[Foi] R$ 1 milhão, entregue por mim, Ricardo Sauad, para o Pepe Richa, irmão do governador Beto Richa, na porta do supermercado, no carro do Pepe Richa, lá em Curitiba", afirmou o delator, que não detalhou se os valores se tratam de propina ou doação eleitoral.

Em nota, o comitê financeiro da campanha de Richa informou que recebeu duas doações do Grupo JBS. Uma delas foi de R$ 1 milhão e a outra de R$ 1 mil. Segundo o comitê, as doações foram declaradas na prestação de contas entregue à Justiça Eleitora e em conformidade com a legislação vigente à época das eleições de 2014.

S5 Box