terça, 12 de novembro de 2019


Qua, 24 de Maio de 2017 00:21

Delator deu nome aos bois: federais do PR que levaram grana ilegal


O delator Ricardo Saud, diretor da empresa que controla a JBS, disse, em delação premiada acordada com a Procuradoria-Geral da República, que seis deputados federais do Paraná receberam propinas para as campanhas de 2014.

Na planilha entregue pelo diretor, na qual os pagamentos irregulares são relatados, segundo ele, estão 1.829 nomes de políticos, de 28 partidos brasileiros.

Entre os paranaenses, são citados, com os respectivos valores em propina descritos pelo delator:

  • Aliel Machado (Rede) - R$ 100 mil
  • Nelson Meurer (PP) - R$ 700 mil
  • Dilceu Sperafico (PP) - R$ 900 mil
  • Luiz Nishimori (PR) - R$ 400 mil
  • Giacobo (PR) - R$ R$ 250 mil
  • Zeca Dirceu (PT) - R$ 47,5 mil

No depoimento, Saud não cita quais doações foram feitas oficialmente e quais foram de propina. Segundo ele, 167 deputados federais, de 19 partidos diferentes, foram eleitos com ajuda do dinheiro irregular da JBS.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box