Qui, 25 de Maio de 2017 18:14

Recalcatti defende auxílio-alimentação para as polícias


Embora exerçam constantes atividades externas, ocupando boa parte do tempo de trabalho nas ruas, os Policiais Militares e Policiais Civis não recebem qualquer tipo de apoio financeiro para custear refeições, lanches ou aquisição de alimentos. Para corrigir a distorção, o deputado Delegado Rubens Recalcatti (PSD) encaminhou nesta semana ao Governo do Estado um pedido de providências para a criação do auxílio-alimentação para as categorias da Segurança Pública.
“Os servidores da segurança pública devem receber especial atenção nesse quesito pela própria natureza da função, que os obriga a ficar por horas nas ruas, além de representar uma melhora na sua qualidade de vida”, explica Recalcatti.
O parlamentar destaca que não terão direito ao benefício os bombeiros, policiais militares e civis que estejam de licença ou afastados por cometimento de crime e os que estiverem no exercício da função em outros órgãos públicos.
No expediente enviado aos secretários da Casa Civil, Valdir Rossoni, e da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita de Oliveira, o parlamentar enumera uma série de categorias que já recebem o auxílio-alimentação.

NR: Tem razão o deputado, enfim. juízes, desembargadores e membros do Ministério Público recebem esse auxílio, com muito mais justiça merecem os policiais.

Voltar ao Topo