domingo, 25 de agosto de 2019


Sáb, 01 de Julho de 2017 11:36

Há necessidade de lei para isso? Deputados votam projeto para incentivar o empreendedorismo entre os estudantes


Os deputados irão votar na sessão plenária de segunda-feira (3), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), sete projetos de lei e um veto do Poder Executivo.  Uma das proposições em pauta trata da criação do “Dia Estadual do Movimento das Empresas Júnior no Estado do Paraná”, com o objetivo de incentivar essas associações civis, sem fins lucrativos, constituídas por alunos do ensino superior, que pretendem estimular o espírito empreendedor e desenvolver o aperfeiçoamento técnico, acadêmico e profissional dos estudantes.

Segundo o deputado Marcio Pauliki (PDT), autor do projeto de nº 121/2016, é necessário estimular essas práticas para fomentar a inovação em todo o estado. “Precisamos de novas práticas no mercado. Queremos incentivar essas práticas que também proporcionam o fortalecimento do empreendedorismo e integram o meio acadêmico com as empresas, proporcionando mais competitividade aos alunos quando ingressam no mercado de trabalho”, explica Pauliki. “Elas prestam, portanto, um trabalho excelente para nossa sociedade”, acrescentou. A proposição está em redação final, última etapa de votação em Plenário.

Pauliki recorda que o Movimento Empresa Júnior surgiu no ano de 1967, em Paris, quando estudantes da Essec Business School, conscientes da necessidade de experiências práticas que complementassem a formação acadêmica obtida na faculdade, criaram uma associação sem fins lucrativos denominada Júnior Enterprise. O conceito chegou ao Brasil em 1987 e as primeiras EJs brasileiras começaram a surgir em fins de 1988, com as empresas juniores da FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado e da FGV – Fundação Getúlio Vargas.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box