quinta, 17 de outubro de 2019


Qua, 19 de Julho de 2017 17:45

Vernalha Guimarães&Pereira Advogados Associados, escritório que se tornou verdadeiro centro jurídico e de consultoria


O escritório atua há cerca de 20 anos em todo o país prestando serviços nas mais variadas áreas do Direito. Seus sócios fundadores são os advogados Fernando Guimarães Vernalha e Luiz Fernando Casagrande Pereira e hoje conta com inúmeras equipes para prestação de serviços em mais de uma dezena de segmentos.

Dentre as práticas estão Direito Administrativo, Cível Corporativo, Família e Sucessões, Estruturação de Negócios, Trabalhista, Tributário, Healthcare, Eleitoral, Compliance e Anticorrupção, Marítimo, Portuário e Aduaneiro, Previdenciário Empresarial

O ESCRITÓRIO

Luiz Fernando Pereira é um dos sócios diretores desse conceituado escritório de advocacia e consultoria com sede em Curitiba e filiais em outras cidades. O outro é Luiz Fernando Vernalha Guimarães

O escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados (VG&P), fundado no ano de 2000, é reconhecido atualmente como um dos escritórios de advocacia abrangentes mais admirados do país pelas grandes empresas (Revista Análise Advocacia 500).

Voltado para a advocacia corporativa, com uma estrutura composta por departamentos especializados nas diversas áreas do direito corporativo, o VG&P conta com uma equipe de advogados e consultores altamente especializada e capacitada, com a missão de oferecer um atendimento ágil, seguro e eficiente para clientes nacionais e internacionais.

Em 2016 inaugurou sua sede em São Paulo/SP, voltada ao atendimento de clientes e à prestação de serviços jurídicos especializados em áreas estratégicas, como infraestrutura, estruturação de negócios, consultoria societária e tributária e contencioso corporativo. Voltado para a advocacia corporativa, com uma estrutura composta por departamentos. especializados nas diversas.

PUBLICAÇÕES

O informativo denominado Anuário Argumento VGP, criado em abril de 2011, com o objetivo de constituir um instrumento para a difusão do conhecimento do direito, como um pequeno fórum que surge para debater assuntos e noticiar casos e decisões importantes do dia a dia do mundo jurídico. Nas versões física e digital, o conteúdo do informativo é escrito pelos advogados e trainees do Escritório, a partir da seleção das mais importantes notícias e temas jurídicos da atualidade.

Outra publicação é o Caderno de Direito Eleitoral e do Administrador Público, edições de relevante importância e interesse a várias áreas do Direito..


PEREIRA

O sócio-fundador LUIZ FERNANDO CASAGRANDE PEREIRA é advogado e professor especializado em Direito Eleitoral.

Doutorado e Mestrado em Direito Processual Civil pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). É professor de processo civil da Pós-Graduação do Instituto Romeu Bacellar e de outras instituições. É autor dos livros “Medidas Urgentes no Direito Societário”, Revista dos Tribunais, 2002 e “Tutela Jurisdicional da Propriedade Industrial – Aspectos Processuais da Lei n. 9279/1996”, Revista dos Tribunais, 2006. É organizador e coautor do livro Direito Empresarial – temas Atuais. É organizador e coautor do livro “Direito Corporativo: atualidades e tendências. É coautor dos “Breves Comentários ao Código de Processo Civil”, RT, 2015 (3ª edição). É coautor do “Código de Processo Civil Comentado”, RT, 2015. É coautor do “Código de Processo Civil anotado”. Foi membro consultor da Comissão de Reforma do Código de Processo Civil do Conselho Federal da OAB. É autor, ainda, de inúmeros artigos, cursos e palestras na área do Direito Processual Civil e do Direito Empresarial. Compõe o Conselho Científico de diversas revistas jurídicas. Atualmente é Conselheiro titular do Conselho Seccional na OAB-PR.

Luiz Fernando Pereira tem atuado com destaque em atividades ligadas ao Direito Eleitoral (sua especialidade) ampliando o conceito que goza nesse setor. Recentemente o escritório foi chamado a colaborar com o trabalho da defesa da chapa Dilma-temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cabendo a Pereira produzir os pareceres que foram utilizados pelos defensores do atual presidente nesse rumoroso processo que acabou por absolver os envolvidos na demanda naquela alta corte eleitoral.


VERNALHA