quarta, 20 de novembro de 2019


Ter, 01 de Agosto de 2017 23:03

Paraná nocauteia dengue, mosquito está grogue


 

Dados da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) apontam que a incidência de casos de dengue teve uma redução drástica nos últimos 12 meses. Segundo a pasta, em todo o estado, houve apenas 870 casos confirmados da doença, contra mais de 56 mil no período anterior, o que representa uma queda de 98%.

Os números são calculados conforme o chamado ano epidemiológico, que se inicia em agosto de um ano e vai até julho do ano seguinte. Desde que essa forma de tabulação foi adotada, em 2010, esse é o menor número já registrado.

Conforme a Sesa, a redução se deve, entre outros fatores, às campanhas realizadas em todo o estado, para conscientizar sobre a doença e a importância de se manter cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, que trasmite, além da dengue, doenças como a chikungunya e o vírus da zika.

Para controlar a proliferação do mosquito, o principal cuidado a ser tomado é evitar deixar pontos com água parada. É nesses locais que o inseto se reproduz e pode, a partir dali, picar e transmitir as doenças.

Zika e Chikungunya

Além da dengue, também houve redução expressiva nos casos de zika. Conforme a Sesa, foram confirmados apenas seis casos no último ano epidemiológico, contra 263 no período anterior.

Já a chikungunya teve aumento no número de registros. De 56 casos entre agosto de 2015 a julho de 2016, os registros alcançaram 76 casos entre agosto de 2016 e julho deste ano.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box