sábado, 19 de agosto de 2017


Qui, 10 de Agosto de 2017 12:38

Comissão de Obras Públicas adia análise de projeto que prevê construção de 18 novas centrais hidrelétricas


A Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), presidida pelo deputado Tião Medeiros (PTB), adiou em reunião nesta quarta-feira (9) a análise da autorização do Legislativo para a construção de 18 empreendimentos hidrelétricos de geração de energia no estado. As novas unidades, listadas no projeto de lei nº 209/2017, do Poder Executivo, são Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs); Usina Hidrelétrica de Energia (UHE); e Central de Geração Hidrelétrica (CGH).

O relator da matéria, deputado Marcio Pauliki (PDT), solicitou prazo maior para analisar o impacto dos empreendimentos em vários municípios de diferentes regiões do estado. De acordo com Tião Medeiros, o projeto que está em regime de urgência necessita retornar à pauta da Comissão de Obras até no máximo a próxima segunda-feira (14). Por isso, nova reunião foi marcada para esta data.

Foi aprovado na reunião o projeto de lei nº 174/2017, dos deputados Pedro Lupion (DEM) e Missionário Ricardo Arruda (DEM), que denomina Viaduto Prefeito Jorge Amin Maia uma obra pública na BR-376, em Apucarana.

A estadualização da rodovia municipal entre Bom Sucesso e Renascença, no Sudoeste, proposta pelo deputado Ademar Traiano (PSDB), sob o nº 59/2017, teve discussão adiada por pedido de vista do deputado Felipe Francischini. A estadualização de rodovia municipal que liga Santa Cruz do Monte Castelo ao porto do distrito de Herculândia (projeto nº 72/2017), proposta pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), foi rejeitada pelo grupo.

Participaram da reunião os deputados Tião Medeiros (PTB), Marcio Pauliki (PDT), Edson Praczyk (PRB), Felipe Francischini (SD) e Paulo Litro (PSDB).

S5 Box