Qui, 12 de Outubro de 2017 11:06

Caminhão elétrico desenvolvido no Brasil é apresentado na Alemanha

A MAN, marca de caminhões e ônibus do grupo Volkswagen, apresentou seu caminhão elétrico na última quarta-feira (11), na Alemanha.

O veículo foi desenvolvido pela filial brasileira e será voltado para entregas nos mercados da América Latina e da África. Ele começa a rodar em testes no ano que vem, em modelos de 9 a 11 toneladas. A produção em Resende (RJ) deve começar em 2020.

O e-Delivery é o primeiro caminhão leve 100% elétrico desenvolvido no Brasil. Ele é puxado por um novo motor que entrega 80 kW (109 cv) de potência, combinado com transmissão automática. Silencioso, motor não emite gases poluentes.

A energia é gerada por bancos de bateria de íon-lítio, quer permitem uma autonomia de até 200 km, segundo a MAN. As baterias são recarregadas por um carregador externo.

Existem duas opções de recarga: na rápida, é possível obter 30% da carga em 15 minutos, e pode ser realizada várias vezes ao longo da rota do veículo para aumentar sua autonomia; ou a lenta leva 3 horas para atingir a carga máxima.

A frenagem também ajuda a produzir energia para o motor.

Sistemas auxiliares, como compressor de ar, ar-condicionado, bomba de direção e de água ficam a cargo de motores elétricos independentes ao de tração. Eixos, suspensão, chassis, rodas e pneus compartilhando componentes comuns com a nova linha Delivery.

 

“Trata-se de uma plataforma totalmente nova, desenvolvida no Brasil, na busca de alternativas de mobilidade nas cidades. Ele insere, definitivamente, a engenharia brasileira na rota global de tecnologia”, afirma Roberto Cortes, presidente da MAN Latin America.

 

No mundo, a Volkswagen pretende investir 1,4 bilhão de euros no desenvolvimento de tecnologias para veículos pesados elétricos.

 

Dona da Mercedes já tem

 

A Daimler, dona da Mercedes-Benz, já começou a produzir caminhões movidos a bateria. O primeiro veículo é o Fuso eCanter, um caminhão também relativamente pequeno. A montadora alemã poderá apresentar um modelo maior no Salão de Tóquio, ainda neste mês.

Voltar ao Topo