domingo, 25 de agosto de 2019


Ter, 17 de Outubro de 2017 21:08

Deputados pastores ‘batem-boca’ por projeto ‘Escola sem partido’

Deputado Arruda (centro) Deputado Arruda (centro)


 Os deputados Ricardo Arruda (DEM) e Edson Praczyk (PRB) – ambos pastores de igrejas evangélicas – trocaram acusações na sessão de hoje da Assembleia Legislativa, por causa do projeto ‘Escola sem partido’, que pretende restringir discussões sobre política e sexualidade nas escolas públicas do Estado. Arruda reclamou que apresentou a proposta há quase um ano, em dezembro de 2016, mas que até agora a matéria não avançou. Praczyk reagiu acusando Arruda de “jogar para a torcida” ao divulgar que ele estaria “segurando” o projeto há quatro meses para dar um parecer sobre a matéria.

“Tem projetos que a meu ver não tem tanta importância e levam regime de urgência, como o que liberou bebidas alcóolicas nos estádios”, reclamou Arruda, que é pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus.

Praczyk – que é pastor da igreja Universal do Reino de Deus, e apresentou um projeto semelhante na legislatura passada que acabou arquivado sem ser votado – acusou Arruda de ter usado assessores para afirmar que ele estaria boicotando a tramitação da proposta. Segundo ele, um assessor de Arruda teria pedido para pessoas de um grupo de whatsup a ligarem e pressionarem a dar parecer sobre a matéria, liberando-a para votação. “Quer jogar para a torcida com o meu nome. Não sou otário”, afirmou o deputado do PRB.

Arruda tentou responder, mas como já havia usado a tribuna, o pedido foi rejeitado pelo presidente da Casa, deputado Ademar Traiano (PSDB).(Do blog Política em Debate)




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box