Seg, 23 de Outubro de 2017 19:13

Comissão Processante decide pelo prosseguimento da investigação contra vereador de Maringá


Comissão Processante da Câmara de Maringá, no norte do Paraná, que investiga o vereador Homero Marhese (PV), decidiu na tarde desta segunda-feira (23) que dará prosseguimento à denúncia contra o vereador, feita pelo próprio Partido Verde, por 2 votos a 1. A comissão foi aprovada no dia 5 de outubro, por 11 votos a 3.

Os três integrantes da comissão avaliaram a continuidade do processo após a análise da defesa por escrito apresentada pelo denunciado, com 59 páginas e 30 anexos. William Gentil (PTB), presidente da comissão, e o relator Carlos Mariucci (PT) votaram pelo prosseguimento. O membro Chico Caiana (PTB) votou pelo arquivamento.

A denúncia protolocada na Câmara no dia 4 deste mês aponta que Marchese tem atuado com desvio de finalidade e abuso de poder. O documento também fala em assédio moral e intimidações, por ter contratado um assessor já condenado pela Justiça e por usar de meios ilegais para conseguir informações junto à prefeitura.

O denunciado não participou da reunião desta segunda-feira, mas estava na Casa. Ele foi representado pelo advogado Valter Akira Ywazaki. "Quem está do lado da verdade está em paz. É um processo claramente politico, que visa me desgastar politicamente", afirmou ao final da reunião.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box