domingo, 22 de setembro de 2019


Ter, 24 de Outubro de 2017 11:31

Apoio à vista? Bancada paranaense na Câmara reúne-se com Temer


O presidente Michel Temer (PMDB) recebeu, recentemente, doze deputados da bancada paranaense. Os parlamentares aproveitaram para pedir a interferência do peemedebista na polêmica aberta pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), que briga para trazer para o Paraná, investimentos no setor de derivados de sangue, hoje centralizados na Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) em Pernambuco.

Temer afirmou que manterá a planta da Hemobrás em Pernambuco, mas garantiu que também o Paraná terá a sua. “O que acontece hoje é um monopólio de Pernambuco, o que não é saudável para o mercado e muito menos para o País, que não pode ficar apenas com uma empresa operando. Então, temos que dar continuidade a esse processo, pois teremos licitação e concorrência. A concorrência é salutar”, defendeu o coordenador da bancada paranaense, deputado Toninho Wandscheer (Pros).

Wandscheer já declarou voto pelo arquivamento da denúncia da PGR contra o presidente, acusado de obstrução da justiça e organização criminosa. A maioria dos parlamentares paranaenses deve fazer o mesmo, interessados em conseguir o atendimento do governo federal para projetos e recursos para suas bases eleitorais. Na votação da primeira denúncia, por corrupção passiva, em agosto, dos 30 deputados da bancada federal do Paraná, 16 votaram a favor de Temer e pelo arquivamento da investigação. Outros onze deputados paranaenses votaram pela aceitação da denúncia. E três parlamentares não apareceram para votar: Luciano Ducci (PSB), Osmar Serraglio (PMDB) e Reinhold Stephanes (PSD).




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box