quinta, 19 de setembro de 2019


Qui, 26 de Outubro de 2017 10:08

Campanha antes da hora


Que ninguém cogite a hipótese do deputado estadual mais votado do Paraná ser candidato ao Senado em 2018. Isso não passa pela cabeça de Ratinho Jr (PSD). Pelo contrário. Para ele, há a certeza de que está chegando a hora de disputar o Governo do Paraná. Um projeto que não é de hoje. Há tempos que Carlos Roberto Massa Junior trabalha nisso e, se conseguir o que quer, será o governador mais jovem que o Paraná já elegeu, com 37 anos completará em abril.

Até aqui, tudo foi muito bem planejado, tanto do ponto de vista partidário, quanto estratégico quando assumiu, logo no início do segundo mandato de Beto Richa (PSDB), um dos cargos mais cobiçados para quem tem pretensões eleitorais: o de secretário de Desenvolvimento Urbano, uma espécie de Ministério das Cidades estadual, que proporciona contato com todas as prefeituras.

Mas dentro deste plano muito bem traçado rumo ao Palácio Iguaçu, até que ponto o apoio do tucano Beto Richa é uma certeza para Ratinho Junior? Talvez, quem sabe, pode ser, será bem-vindo, são palavras que resumem a resposta dele em entrevista à Banda B nesta quinta-feira (26).

“Conto com o apoio do máximo de pessoas possíveis, sejam da vida pública, empresários, trabalhadores… Quero que nosso projeto tenha o máximo de lideranças possíveis. Isso é muito mais do que pensar nesse ou naquele político, mas claro que as alianças vão acontecer e tudo depende muito de Brasília, se meu partido terá ou não candidato à Presidência”.

Mas Beto Richa assumiu algum compromisso de apoiá-lo?

“Nunca houve um compromisso e é responsável da parte dele não discutir, até porque com a base ampla que tem na Assembleia e na Câmara, se ele (Richa) tomar partido agora, obviamente muitos vão reclamar, podem retaliar, alguns ficarem felizes, outros chateados, criando problemas na base. Não é o momento. Lá na frente, em março ou abril, é que começarão a se desenhar os apoios”, completou.

O próprio governador ainda não assumiu oficialmente se será candidato ao Senado, deixando assim o cargo no Governo em abril de 2018 para que sua vice, a pré-candidata Cida Borghetti (PP) assuma. Borghetti já disse em entrevista à Banda B que conta com o apoio do governador para a sua candidatura.

Plano de Governo

Ratinho Jr é enfático ao dizer que tem experiência sim e tem também um plano muito bem estruturado para governar o Paraná. “Esse é um projeto que não é de agora. Venho construindo com várias lideranças do estado e todos que querer apresentar um projeto inovador pensando nas futuras gerações”, diz.

O ex-secretário garante que acumulou muita experiência em sua vida pública, principalmente conhecendo as demandas do Paraná enquanto ocupou a cadeira de secretário de Desenvolvimento Urbano. Já se apresenta como o “novo” diante da atual crise política no brasil. “Vivemos num momento de denúncias. O Brasil começou a punir aqueles que antes eram intocáveis. Antes, a justiça era só para humildes e pobres, hoje vemos senadores, deputados, empresários indo para a cadeia (…) eu represento a nova safra da política e quero lidera este processo de mudança, em especial no Paraná”, afirmou.

O pré-candidato coloca o agronegócio e os investimentos em infraestrutura como prioridades em seu plano de governo. Também fala dos bolsões de pobreza no estado e a intenção de melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, em especial.

Relação com o pai

Encerra a entrevista falando do pai famoso, o apresentador Ratinho, que hoje tem programa no SBT. A família é proprietária do Grupo Massa de Comunicação e Ratinho Jr diz que as empresas acabam sendo o assunto mais recorrente com o pai. “O meu pai tem comigo a função de pai. Torce muito por todos os filhos, para que façam um bom trabalho, mas como ele passa de segunda a quinta em São Paulo e eu ajudo a tocar as empresas, a gente acaba conversando muito mais sobre os negócios do que sobre política. Mas ele me apoia e tenho procurado não envergonhá-lo. Graças a Deus, tenho conseguido isso”, encerra. (Do portal Banda B)

OUTROS QUE FAZEM CAMPANHA ANTECIPADA:


Cida Boeghetti Barros, atual vice-governadora

Osmar Dias, o que não desiste
Requião: candidato a qualquer coisa





Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box