domingo, 19 de novembro de 2017


Qua, 01 de Novembro de 2017 10:56

A lógica do técnico: “O acesso só depende de nós”, diz técnico Matheus Costa. Então ralou-se, o Paraná não faz nem sua parte...

Acha que o torcedor é burro... Acha que o torcedor é burro...


Após a derrota para o Oeste por 2 a 1, o técnico Matheus Costa negou qualquer pressão pela responsabilidade da vitória para abrir sete pontos de vantagem para o quinto colocado e ainda ressaltou que o Paraná depende apenas dele para conquistar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro do ano que vem.

“A pressão é natural desde a primeira rodada até aqui e agora é ter tranquilidade de saber que estamos no G4 com um ponto de vantagem para o nosso concorrente. Temos mais uma decisão em Pelotas e vamos buscar os pontos que perdemos aqui”, declarou o treinador. “Méritos do Oeste [pela vitória], mas vale ressaltar que só depende de nós o acesso. Tem que ressaltar também a força da torcida e nessa reta final as coisas podem se tornar mais fáceis”, acrescentou.

Logo após o apito final, o clima na Vila Capanema era de tristeza dos torcedores pelo resultado negativo. O comandante admite que é compreensível a sensação da torcida e afirma que o elenco está preparado para todas as situações. “A gente está bem preparado para a competição. O clima de tristeza é natural pela expectativa que gera em jogar na Vila Capanema e também na torcida. Infelizmente, não conquistamos a vitória e méritos do Oeste. Agora a nossa próxima decisão é contra o Brasil de Pelotas e uma vitória nós nos mantemos no G4”, disse.

O empate contra o Oeste manteria a vantagem para o quinto colocado em quatro pontos. Mesmo assim, o Tricolor foi para o ataque e deu espaço para o Oeste marcar o gol da vitória em contra-ataque. Costa ressaltou que a prioridade era conquistar a vitória, mas admitiu que houve uma conversa com os jogadores sobre a importância de pelo menos conquistar um empate.

“O mais importante era vencer para abrir a distância do quinto colocado, mas a gente ressaltou que se não conseguisse o resultado positivo, o empate não seria o mau resultado. Isso foi conversado durante a semana”, comentou o técnico.

O Paraná agora tem uma semana de preparação até a partida contra o Brasil de Pelotas na próxima terça-feira (07), às 20h30, no estádio Bento Freitas. “Agora é levantar a cabeça e a gente sabe que nada será fácil. É assim que vamos continuar para conquistar esse acesso. Temos mais uma semana para se recuperar e conquistar os pontos perdidos em casa lá em Pelotas”, concluiu o treinador.

S5 Box