domingo, 19 de novembro de 2017


Sáb, 04 de Novembro de 2017 11:04

Donald Trump visita Pearl Harbor antes de viajar para a Ásia


O presidente americano, Donald Trump, que fará sua primeira viagem à Ásia, fez uma escala no Havaí para uma rápida visita a Pearl Harbor, onde se reuniu com os comandantes das operações militares dos Estados Unidos na região do Pacífico.

Trump e sua esposa, Melania, lançaram pétalas de flores nas águas do USS Arizona Memorial, que recorda as centenas de militares americanos mortos no ataque surpresa do Japão em 1941, que provocou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, segundo a France Presse.

O casal Trump também compareceu a uma cerimônia durante a qual os dois depositaram uma coroa de flores diante do monumento com os nomes das vítimas do ataque.

Antes da visita, de 20 minutos, Donald Trump se reuniu com os principais nomes do Comando do Pacífico dos Estados Unidos para falar sobre os problemas de segurança na região.

Em um breve comentário à imprensa, Trump se mostrou entusiasmado com a visita, "muito especial", a Pearl Harbor. Este é um local "sobre o qual li, falei e estudei, mas no qual nunca estive". "Vai ser muito emocionante para mim", completou.

Tour pela Ásia

Depois da escala no Havaí, Trump visitará o Japão, a Coreia do Sul, a China, o Vietnã e as Filipinas. Antes de embarcar no Air Force One, Trump anunciou que ficará um dia a mais nas Filipinas para participar da Cúpula do Leste da Ásia (EAS, na sigla em inglês) e que voltará no dia 15 a Washington.

No Japão, a agenda oficial do presidente começará no domingo (5) com reuniões e um jogo de golfe com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

A ameaça nuclear norte-coreana dominará as reuniões de Trump no Japão e nas duas escalas seguintes da viagem, Coreia do Sul e China, onde há muita expectativa pela sua reunião com o presidente da China, Xi Jinping. Em abril, o chinês visitou os Estados Unidos e Trump colocou forte pressão sobre Pequim para reduzir sua colaboração com a Coreia do Norte.

Na visita à Coreia do Sul, o presidente americano não vai passar pela zona desmilitarizada que a separa da vizinha do Norte.

O restante da viagem terá um componente mais econômico com a participação de Trump no Fórum de Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico (APEC) em Danang (Vietnã) e, já na Filipinas, primeiro na cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

A presença de Trump no evento em Manila (Filipinas) era uma dúvida até recentemente, com autoridades dizendo que o presidente norte-americano estava relutante em manifestar seu apoio ao presidente filipino, Rodrigo Duterte, responsável por uma série de demonstrações anti-americanas, segundo a Reuters.

S5 Box