quinta, 18 de janeiro de 2018


Sex, 22 de Dezembro de 2017 09:54

Congresso peruano rejeita impeachment do presidente Pedro Pablo Kuczynski

PPK safou-se... PPK safou-se...


Após quase 14 horas de sessão, o Congresso peruano não conseguiu votos suficientes para o impeachment do presidente Pedro Pablo Kuczynski por “incapacidade moral”. O processo foi aberto dias depois de a empreiteira brasileira Odebrecht revelar o pagamento de propinas milionárias a empresas ligadas a ele.

Para o impeachment de Kuczynski, conhecido como PPK, eram necessários 87 votos dos parlamentares. No entanto, o plenário contabilizou 78 votos a favor da saída do presidente peruano, 19 contra e 21 abstenções.

Kuczynski sempre negou as acusações e disse que o processo foi baseado em uma mentira. Nesta quinta, antes da votação, ele apresentou sua defesa perante o Congresso. “Venho demonstrar minha inocência porque a isso sou obrigado. Pois, ao que parece, não tenho presunção de inocência”, disse.

Logo após o término da votação que garantiu sua permanência no cargo, o presidente peruano pediu reconciliação. A declaração foi feita por Kuczynski no Twitter. "Peruanos, amanhã começa um novo capítulo em nossa história: reconciliação e reconstrução de nosso país. Uma única força, um único Peru", escreveu.


S5 Box