domingo, 16 de dezembro de 2018


Sex, 22 de Dezembro de 2017 23:24

Campanhas e lei mais dura não inibem: Número de motoristas autuados por embriaguez sobe 165% em Curitiba


O número de motoristas autuados por embriaguez ao volante subiu 165% em Curitiba. Dados do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) mostram que, entre janeiro e outubro deste ano, foram 3.821 autuações na cidade contra 1.441 no mesmo período de 2016.

Estes números expõem o perigo que a combinação álcool e direção para criar no trânsito.

O advogado especialista em trânsito Reginaldo Koga acredita que o comportamento dos motoristas só vai mudar em longo prazo.

“Quando se trata de crime de trânsito que envolve álcool, tem a questão administrativa que é o valor da multa, tem (...) o ônus de você responder a uma ação penal, que é algo pesado, com o risco de lá no final você ter que iniciar o cumprimento no regime fechado ou semiaberto”, pontuou Koga.

Nova lei aumenta punição para motorista

Em abril de 2018, entra em vigor a lei que prevê pena maior para o motorista embriagado que provocar acidente com morte no trânsito.

O texto altera o Código de Transito Brasileiro para permitir que os infratores sejam enquadrados no crime de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) com pena de 5 a 8 anos de prisão.

Em caso de condenação, o motorista terá que iniciar o cumprimento da pena no regime fechado ou semiaberto. Ele não poderá, por exemplo, pagar cesta básica ou serviço comunitário. (Do G1/PR)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box