Ter, 02 de Janeiro de 2018 11:03

Líder supremo do Irã diz que inimigos provocaram instabilidade no país


Ó líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, acusou nesta terça-feira (2) inimigos da República Islâmica de provocarem instabilidade no país, à medida que continuam os protestos antigoverno iniciados na semana passada.

"Nos últimos dias, inimigos do Irã usaram diferentes ferramentas, incluindo dinheiro, armas, política e aparatos de inteligência para criar problemas para República Islâmica", disse o aiatolá, segundo publicação em seu site.

Também nesta terça, a TV estatal do país disse que nove pessoas foram mortas na província de Isfahan durante protestos. Com isso, o número total de mortos na onda de protestos chega a 21, de acordo com a imprensa iraniana, citada pela agência Reuters.

Mais de 400 pessoas foram detidas até agora, na capital e em outras cidades. Embora o número de manifestantes tenha se limitado a algumas centenas de pessoas nos primeiros dias, esta foi a primeira vez - desde 2009 - que tantas cidades foram palco de protestos de cunho social.

"Duzentas pessoas foram presas no sábado, 150 pessoas no domingo e cerca de 100 pessoas na segunda-feira", informou Ali Asghar Naserbakht, vice-governador da província de Teerã, segundo a agência de notícias semioficial Ilna nesta terça.

(Com informações da agência Reuters)

 




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box