Ter, 23 de Janeiro de 2018 18:57

Bibinho volta a ser preso após determinação do TJ-PR


O ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná Abib Miguel, o Bibinho, foi preso novamente nesta terça-feira (23) por determinação do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Abib Miguel é suspeito de integrar uma quadrilha que atua na extração ilegal de madeira, no interior do estado. Ele já havia sido preso em novembro de 2017, no mesmo processo. O caso é investigado na Operação Castor.

A prisão ocorre após o desembargador José Maurício Pinto de Almeida, do TJ-PR, cassar a liminar concedida pelo juiz substituto Benjamim Acácio de Moura e Costa, do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba.

O desembargador considerou a liminar nula, argumentando que o juiz substituto não tem competência constitucional para analisar o caso e foi escolhido "sem nenhum critério, senão a aleatoriedade".

O desembargador também afirmou, na decisão, que há elementos suficientes para manter Bibinho preso preventivamente.

"No caso dos autos, a prisão preventiva foi adequadamente motivada, tendo sido demonstrada, com base em elementos concretos, a periculosidade do recorrente, evidenciada pela reiteração de condutas delitivas, já que é reincidente e ostenta diversas anotações criminais em seu desfavor, tendo, inclusive, sido condenado por duas vezes pelo crime de latrocínio, o que demonstra risco ao meio social, recomendando a sua custódia cautelar para garantia da ordem pública", ponderou o desembagador.

Voltar ao Topo