domingo, 18 de novembro de 2018


Qua, 24 de Janeiro de 2018 10:31

Em Davos, Temer afirma que governo vai 'batalhar dia e noite' para aprovar a reforma da Previdência


O presidente Michel Temer afirmou nesta quarta-feira (24) em discurso no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, que o governo vai “batalhar dia e noite” pelos votos necessários para aprovar a reforma da Previdência no Congresso Nacional.

Temer, que chegou na terça (23) à Suíça, participou pela primeira vez do fórum de Davos, que reúne todos os anos lideranças globais, como políticos, representantes de ONGS, executivos de empresas e investidores, para discutir temas ligados à agenda econômica e de desenvolvimento.

O presidente discursou em sessão plenária e respondeu a perguntas feitas pelo fundador do fórum, Klaus Schwab. Na fala de abertura, um dos temas abordados foi a reforma da Previdência. Segundo Temer, o “povo brasileiro” percebe que o atual sistema é “insustentável”.

“Nosso próximo passo é consertar a Previdência Social, tarefa para qual nós estamos muito empenhados. Cada vez mais, o povo brasileiro percebe que o sistema atual é injusto e insustentável. Portanto, nós vamos batalhar dia e noite pelo voto no Congresso Nacional para aprovar a proposta que ali está”, disse Temer.

Apesar do discurso otimista do presidente, o governo encontra dificuldades para viabilizar a aprovação da reforma, que está em análise na Câmara dos Deputados e ainda precisará passar pelo Senado. O Palácio do Planalto tentou votar a proposta na Câmara em dezembro, porém, sem os votos necessários (pelo menos 308 dos 513 deputados), adiou para fevereiro deste ano. Até o momento, não há garantia de que o texto será aprovado.

Ao se referir ao processo eleitoral de 2018, Temer afirmou diante da plateia em Davos que "não há alternativa à agenda de reformas". Para o presidente, os atores políticos e econômicos concordam com a sua opinião.

"O Brasil que vai às urnas em outubro sabe que a responsabilidade dá resultados, traz equilíbrio nas contas, crescimento e empregos. Viabiliza políticas sociais. Aliás, hoje, os principais atores políticos e econômicos convergem em que não há alternativa à agenda de reformas que estamos promovendo. O espaço para uma volta atrás é virtualmente inexistente", declarou.  (Das agências internacionais)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box