quarta, 16 de outubro de 2019


Sex, 26 de Janeiro de 2018 12:07

Na contramão (positivamente) Paraná abre 12,1 mil vagas de emprego com carteira assinada em 2017

Enquanto o NE canta e dança o Sul trabalha e produz Enquanto o NE canta e dança o Sul trabalha e produz


As empresas do Paraná abriram 12.127 vagas de emprego com carteira assinada, em 2017, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Os números do levantamento feito pelo Ministério do Trabalho foram divulgados nesta sexta-feira (26).

Conforme os dados do Caged, em 2017 houve 1.089.540 contratações, contra 1.077.413 demissões. Dos oito setores da economia analisados na pesquisa, quatro tiveram alta.

O setor que mais contribuiu para esse resultado no estado foi o de serviços, que abriu 7.752 vagas em 2017.

Na indústria, o saldo positivo pode representar um reaquecimento do setor. No último ano, o setor industrial abriu 7.396 vagas.

Também houve aumento nas contratações no comércio, que abriu outras 3.899 vagas no período.

O último setor que registrou aumento nas contratações com carteira assinada foi a agropecuária, que abriu 917 vagas.

Construção Civil em baixa

Enquanto a indústria e o comércio paranaenses aparentam ter voltado a respirar no último ano, a construção civil amargou o pior resultado entre os setores que tiveram mais demissões do que contratações no estado. Sozinho, esse setor demitiu quase o mesmo número de pessoas que foram contratadas nas indústrias.

Na construção civil foram perdidas 7.168 vagas no ano. Segundo o Caged, foram feitas 86.001 contratações, contra 93.169 demissões no período.

O segundo setor com mais demissões foi o de serviços industriais de utilidade pública, com 467 vagas fechadas. Já na indústria extrativa mineral houve o fechamento de 163 vagas de trabalho com carteira assinada. Já na administração pública, foram perdidas 39 vagas.

Dados regionais

O desempenho do emprego no Paraná foi bastante superior à média nacional, já que houve mais demissões do que contratações no período. Em todo o país, foram fechados 20.832 postos de trabalho formais.

Na comparação com os demais estados do Sul, o Paraná ficou em segundo, atrás de Santa Catarina, que abriu 29.441 vagas de emprego. No Rio Grande do Sul, houve mais demissões do que contratações, com o fechamento de 8.173 vagas com carteira assinada.




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box