domingo, 18 de fevereiro de 2018


Ter, 06 de Fevereiro de 2018 09:55

Ipardes divulga: inflação de Curitiba revela queda em janeiro

Mercado é o melhor 'termômetro' Mercado é o melhor 'termômetro'


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de Curitiba apresentou queda de -0,32% no mês de janeiro, contra as taxas de 0,75% em dezembro e 0,91% em janeiro de 2017, segundo informe do Ipardes. É a primeira vez que ocorre este índice negativo para o mês de janeiro, desde o início da série calculada pelo instituto em 1999.

DETALHES

O grupo Despesas Pessoais exerceu a maior contribuição para o índice geral ao apresentar recuo de -2,66%, impulsionado pelas reduções de -15,97% nos pacotes turísticos nacionais e -11,22% nos pacotes turísticos internacionais.

A segunda maior participação foi do grupo Habitação, com variação de -1,39%, tendo como expoente a redução de -6,36% em energia elétrica residencial. O grupo Vestuário recuou -1,53%, com destaque para blusa e camisa femininas (-7,56%), vestido adulto (-7,49%) e bolsa feminina (-5,48%).

O grupo Saúde e Cuidados Pessoais apresentou decréscimo de -0,26%, influenciado pela queda de -4,40% em perfume.

No outro extremo, ocorreram acréscimos de 4,28% em Educação, devido à sazonalidade dos reajustes de mensalidades de curso superior (4,88%) e curso fundamental (7,36%). O grupo Artigos de Residência avançou 0,72%, com destaque para microcomputador/notebook que variou 2,40%. A oscilação de 0,27% no grupo Alimentos e Bebidas está vinculada à variação de 70,99% em tomate. Transporte aumentou 0,19% influenciado pelo acréscimo de 1,77% em gasolina comum. O grupo Comunicação variou 0,10% e foi influenciado pelo aumento de 2,31% nos preços de aparelho de telefone celular. (Com informação dos blogs de Economia)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box