Ter, 13 de Fevereiro de 2018 11:42

Autor de atentado de Estocolmo se declara culpado no início de julgamento


O solicitante de asilo uzbeque que reivindicou o atentado com caminhão que deixou cinco mortos em abril de 2017 em Estocolmo e que jurou lealdade ao grupo Estado Islâmico declarou nesta terça-feira (13) ser culpado de ato terrorista na abertura de seu julgamento.

Rakhmat Akilov, que teve o pedido de asilo negado, lançou o caminhão que dirigia contra pedestres em uma rua comercial de Estocolmo em 7 de abril.

Três suecas, entre elas uma menina de 11 anos, um britânico de 41 anos e um belga de 31 morreram, enquanto dez outras pessoas ficaram feridas.

Na véspera de seu 40º aniversário, o acusado entrou no tribunal de Estocolmo acompanhado de seu advogado.

Segundo a acusação, sua intenção era "forçar a Suécia a encerrar suas atividades de treinamento na coalizão internacional contra o Estado Islâmico no Iraque".

O Ministério Público solicitou prisão perpétua por ato terrorista e tentativa de ato terrorista.


Tentativa de suicídio

Rakhmat Akilov no momento em que foi preso após atentado com caminhão em Estocolmo (Foto: TT News Agency/Polícia sueca via Reuters)

Logo na abertura do processo esta manhã, seu advogado de defesa, Johan Eriksson, disse que seu cliente reconhecia os fatos.

Rakhmat Akilov "roubou o caminhão e o dirigiu" por quase 500 metros, a uma velocidade média de 60 km/h, declarou o advogado.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box