quinta, 20 de setembro de 2018


Qua, 07 de Março de 2018 14:58

Sérgio Moro rejeita exceção de suspeição que Eduardo Cunha apresentou contra ele na Lava Jato


O juiz federal Sérgio Moro – responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância – rejeitou a exceção de suspeição que o ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha apresentou contra ele.

Para Moro, a exceção de suspeição é improcedente. "Deveria a Defesa ser mais prudente na utilização de argumentos inapropriados, além de absolutamente improcedentes e que beiram a ofensas", determinou Moro.

Cunha foi condenado a 15 anos e 4 meses de reclusão, em março de 2017, por receber propina em contrato da Petrobras para a exploração de petróleo no Benin, na África. Ele foi preso em outubro de 2016.

Na excessão de suspeição rejeitada, a defesa de Cunha apresentou 10 razões para considerar Moro suspeito de julgá-lo. Entre as alegações, defesa do ex-presidente disse que "prisão preventiva teve por objetivo ganhar popularidade".




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box