quinta, 20 de setembro de 2018


Dom, 11 de Março de 2018 11:29

Com Farc como partido, colombianos vão às urnas para escolher novo Congresso em era de paz


As urnas na Colômbia estão abertas desde às 10h (horário de Brasíia) para eleições dos novos membros do Senado e da Câmara. Durante oito horas, 36.025.318 colombianos poderão votar em 11.229 mesas de voto em todo o país.

Essas eleições são particularmente importantes porque, pela primeira vez em seu longo histórico de conflito, a Colômbia elegerá um novo Congresso sem a ameaça das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e sob a trégua do Exército de Libertação Nacional (ELN), as guerrilhas que sempre sabotaram as eleições do país.

Dessa vez, a Farc concorrerá como partido e se chamará "Força Alternativa Revolucionária do Comum". Os rebeldes, que finalizaram seu desarmamento após um acordo de paz assinado em novembro, decidiram manter a sigla de seu nome de guerra, mas com um novo significado.

"Por decisão majoritária no nosso congresso, é definido como nome do #NuevoPartido: Força Alternativa Revolucionária do Comum (Farc)", escreveu no Twitter o líder da ex-guerrilha, Rodrigo Londoño ("Timochenko").

Os ex-combatentes no centro político de Bogotá também apresentaram seu novo logo. Diferentemente da bandeira colombiana com dois fuzis cruzados e um livro, que usaram por anos, sua nova imagem é uma rosa vermelha, com uma estrela no meio e as letras Farc em verde.

Cargos em disputa

Nessas eleições, estão em jogo 108 cadeiras do Senado e 172 na Câmara, sendo que 5 cadeiras de cada casa serão para candidatos das Farc, como foi estabelecido no acordo de paz assinado com o governo.

Paralelamente às eleições legislativas, serão realizadas duas consultas entre as partes (esquerda e direita) para escolher os candidatos presidenciais, informa a agência Efe.

Uma coalizão da esquerda escolherá seu candidato entre o ex-prefeito Gustavo Petro, de Bogotá, que é o grande favorito, e Carlos Caicedo, de Santa Marta.

Na outra ponta, uma aliança de direita enviará os nomes do senador uruguaio Iván Duque e dos conservadores Marta Lucía Ramírez e Alejandro Ordóñez.

A eleição irá terminar às 18h (horário de Brasília) e a Colômbia espera ter os resultados consolidados quatro horas depois.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box