Qua, 04 de Abril de 2018 12:23

Cida Borghetti brinca com os 9 meses de gestão...

Ela está ansiosa. E tem motivos para isso. Em menos de 48 horas Cida Borghetti será a primeira mulher a assumir o governo do Paraná em definitivo. Vice de Beto Richa, já ocupou o maior cargo no estado, mas não como titular. A partir de sexta-feira (6) será diferente. Cida será governadora pelo Partido Progressista (PP), com metas bem definidas: quer fazer um grande governo até dezembro e, antes disso, em outubro, quer ser eleita governadora para mais quatro anos. Isso ela não esconde de ninguém.

“Estamos a poucos dias ou horas de fazer história e a expectativa é muito grande. Agradeço ao governador Beto Richa a oportunidade de ser a primeira mulher a governar o Paraná e isso não é pouco. Serão 9 meses e toda mulher sabe que neste período muita coisa pode ser feita. O que posso garantir é que desta gestação sairá um Paraná maravilhoso para, que sabe, estendermos este trabalho por mais quatro anos”, afirmou Cida em entrevista à Banda B, na noite desta terça-feira (3).

Na próxima sexta-feira, às 10 horas, o governador Beto Richa (PSDB) deixa o cargo para disputar uma das duas vagas ao Senado. É o que estabelece a lei eleitoral. Já Cida, pode disputar o cargo estando na cadeira de governadora, também como manda a lei.

Sobre a equipe que vai montar, Cida prefere manter o suspense. “Este governo começou com o governador Beto Richa há quase oito e vai se encerrar só no dia 31 de dezembro. É preciso ter este olhar de continuidade do excelente trabalho feito até aqui. Alguns secretários estão saindo em razão da lei eleitoral e é natural que haja mudanças, mas posso garantir que não houve nenhuma reunião com o governador até aqui para falarmos disso. Tenho total liberdade e só depois da posse vou montar a equipe, sempre com diálogo permanente com todos que já estão no grupo. Uma transição tranqüila de um grupo que quer o melhor para o Paraná”, diz.

Cida foi deputada estadual por dois mandatos e também deputada federal. Conhece o Legislativo e sabe da importância de ter maioria entre os deputados na Assembleia . Neste tema, ela apresenta uma certeza: terá o apoio da maioria dos deputados. “A Assembleia Legislativa me acolheu em meu primeiro mandato lá atrás. Sei da importância de ter uma base forte para governar. Lá aprendi muito e tenho certeza que terei o apoio da maioria dos deputados”, afirma.

E ninguém duvida que sim. Com o apoio do marido, Ricardo Barros, deputado federal que acaba de deixar o cargo de Ministro da Saúde, pelo PP, está sendo fechado um amplo leque de alianças partidárias para disputar tanto para que Cida tenha a maioria na Assembleia quanto também para que tenha um grande apoio no pleito em outubro.

“Estamos buscando este entendimento promovendo uma ampla conversa com os partidos que já se uniram e deram a vitória a este governo. Estas conversas estão bastante avançadas. Tudo para fazer um grande governo agora e também nos próximos quatro anos”.

Questionada se já é certo o apoio de Richa à sua candidatura, Cida demonstra considerar natural tê-lo ao seu lado, já que vai dar continuidade ao governo, mas não fala em nome do tucano. “Política tem que ser entendida como uma transformação positiva para a sociedade e este trabalho que prioriza os interesses do Paraná vai continuar”, diz apenas. Cida deverá ter como um dos adversários, o deputado estadual Ratinho Júnior (PSD), que foi secretário de Desenvolvimento urbano na equipe de Richa.

A roupa da posse

Bem vestida, vaidosa, ao ser questionada sobre a roupa que vai usar na posse na sexta-feira, Cida garante que não pensou nisso ainda.

“Todos vão conhecer melhor a mulher guerreira que sou. Estou aqui para representar não só a mulher, mas todos que querem o Paraná sempre à frente. Não pensei ainda na roupa que vou usar, o batom ou o cabelo. Até por que tenho certeza que todos querem mesmo é me conhecer melhor e ouvir o que tenho a dizer nas primeiras horas no cargo”, despista.

Quem é Cida Borghetti

Nascida na cidade de Caçador (SC) em 18 de fevereiro de 1965, Cida Borghetti adotou o Paraná como sua terra. Filha dos descendes de imigrantes italianos, Ires Anna e Severino Ivo Borghetti, Cida chegou ao Paraná com apenas dois anos. É a décima entre os 13 irmãos. Casada com Ricardo Barros tem uma filha: a deputada estadual Maria Victória Borghetti Barros.

Empresária e jornalista, Cida formou-se em Administração Pública, com especialização em Políticas Públicas.
Cida Borghetti é reconhecida nacionalmente pelo trabalho pela saúde preventiva e em defesa dos direitos das mulheres, crianças e adolescentes. É autora da Lei do Dia de Luta contra o Câncer de Mama, comemorado no dia 27 de novembro.

Na Câmara dos Deputados (2011 – 2014), se destacou na presidência da Comissão Especial da Primeira Infância, que trata de direitos e políticas públicas voltadas as crianças de zero a seis anos. Liderou o processo de aprovação do Marco Legal da 1ª Infância. Também é autora do projeto de Lei 267/2011 que assegura paz nas escolas.

Foi deputada estadual por dois mandatos consecutivos (2003 – 2006/2006 – 2010). Nesse período foi autora de mais de 100 leis, entre elas a que cria e regulamenta as Regiões Metropolitanas do Estado.

Assumiu o cargo de vice-governadora em janeiro de 2015, com a reeleição de Beto Richa. No próximo dia 6 será a primeira mulher a assumir o Governo do Paraná em definitivo. É pré-candidata ao Governo pelo PP nas eleições de outubro. (Da Banda B)

A PRIMEIRA NA HISTÓRIA...
Voltar ao Topo