Qua, 30 de Maio de 2018 11:00

Cida recebe acionistas e conhece obras de expansão do TCP

Cida e o comando do TCP Cida e o comando do TCP



A governadora Cida Borghetti recebeu nesta terça-feira (29), no Palácio Iguaçu, os acionistas do Terminal de Contêineres de Paranaguá, que apresentaram os projetos de expansão promovido pela China Merchants Ports (CMPorts), grupo chinês que adquiriu 90% do terminal no ano passado. A CMPorts está investindo cerca de R$ 600 milhões para ampliar de 800 mil para 2,5 milhões por ano a movimentação de contêineres no TCP a partir de 2019.

Participaram da reunião os acionistas Vincent Lu, que representa CMPorts; Luiz Antonio Alves Pinto, presidente do TCP; Juarez Moraes e Silva, José Maria Ribas Muller e Felipe Ribas Muller, além do presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Lourenço Fregonesi.

Cida destacou os investimentos do Governo do Estado no Litoral paranaense, em especial no Porto de Paranaguá. “Nossa gestão tem como foco ampliar o desenvolvimento do Estado com investimentos nas áreas de infraestrutura e logística”, disse. “A aquisição e os investimentos companhia no Terminal de Contêineres avalizam que o Governo do Estado caminhe junto com a empresa para parcerias que visem ao desenvolvimento sustentável da região e a geração de novas oportunidades”, salientou a governadora.

Vincent Lu afirmou que a aquisição do TCP, que custou R$ 2,9 bilhões, e a ampliação do terminal demonstram a boa parceria da iniciativa privada com o Governo do Estado. “Todos olham este primeiro investimento no Brasil com muita atenção, pois vai ampliar a movimentação de mercadorias chinesas no País e as exportações brasileiras para a China”, disse. “O grupo está avaliando outros projetos no Brasil e tem o Paraná como prioridade para novas oportunidades de investimentos na área portuária e na criação de uma zona industrial que traria mais desenvolvimento ao Estado”, afirmou.

POSTOS DE TRABALHO – Aproximadamente 1,1 mil pessoas trabalham no Terminal de Contêineres e outros 700 postos de trabalho foram gerados com as obras de expansão do local. O projeto faz parte de um pacote de R$ 1,1 bilhão que a empresa deve investir nos próximos 35 anos.

Presente em 29 países, a companhia chinesa é a maior operadora de portos do mundo e conta com a maior frota de navios de transporte de minérios e petróleo do globo. O terminal de contêineres foi o primeiro investimento do grupo no Brasil e na América do Sul. Além da administração portuária, a CMPorts trabalha também com os setores de transporte e infraestrutura e com serviços financeiros.

PRESENÇAS - Também acompanharam a reunião os secretários  de Estado da Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion; do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Carlos Bonetti; da Agricultura e Abastecimento, George Hiraiwa; e da Comunicação Social, Alexandre Teixeira; o deputado federal Ricardo Barros; o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), Paulo Tadeu Dziedricki; o presidente do Instituto de Terras, Cartografia e Geociências (ITCG), Amilcar Cabral; e a chefe de gabinete da Governadoria, Lucília Dias.






Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box