Qui, 31 de Maio de 2018 12:17

Defesa Civil considera greve de caminhoneiros encerrada no Paraná, e Curitiba amanhece sem filas nos postos

Sem fila... Sem fila...


Curitiba amanheceu, nesta quinta-feira (31), sem filas de veículos para abastecer nos postos de combustíveis. O cenário é um reflexo do fim da greve dos caminhoneiros no estado.

Não há pontos de bloqueios dos caminhoneiros nas rodovias federais e estaduais do Paraná desde as 16h de quarta (30), de acordo com a Defesa Civil.

"A greve acabou", disse o chefe da Casa Militar do Governo do Estado, o coronel Maurício Tortato, nesta manhã.

Em entrevista à RPC, ele ressaltou que não houve interdições totais no Paraná.

Normalização

A situação começa a normalizar, depois de 10 dias da greve dos caminhoneiros. Eles protestaram contra o aumento do preço do diesel, e a mobilização causou reflexos em todo o país.

"Toda a cadeia produtiva – se a gente pegar de ontem [quarta-feira] para hoje [quinta] – está se restabelecendo. Nós temos uma programação de grandes comboios deslocando para as grandes cidades, saindo dos polos produtivos, razão pela qual a gente acredita que, respeitada a complexidade da atividade de cada um dos setores, muito em breve essa cadeia de abastecimento, seja de combustível, de cargas, de serviços e produtos esteja normalizada no estado do Paraná", afirmou o coronel.

Segundo Tortato, em no máximo, dois meses, todas as cadeias produtivas e de transporte de cargas estarão normalizadas.

Houve falta de combutível, suspensão de aulas, de cirurgias eletivas e de abates em frigoríficos, desabastecimento de alguns alimentos em supermercados e sacolões, entres outras repercussões.

Contudo, ainda na quarta, alguns setores já sinalizavam o retorno das atividades.

 




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box