domingo, 19 de agosto de 2018


Qui, 31 de Maio de 2018 17:21

Líderes populistas anunciam possibilidade de novo acordo para formar governo na Itália

 Luigi Di Maio e Giuseppe Conte, em fotografia de 1º de março de 2018 (Foto: Filippo Monteforte/AFP) Luigi Di Maio e Giuseppe Conte, em fotografia de 1º de março de 2018 (Foto: Filippo Monteforte/AFP)


Os líderes do Movimento 5 Estrelas (M5E, antissistema) e da Liga (extrema-direita), Luigi di Maio e Matteo Salvini, anunciaram, nesta quinta-feira (31), que concluíram um novo acordo para a formação de um governo de coalizão na Itália.

"Todas as condições estão reunidas para um governo político M5E/Liga", afirma um comunicado enviado pelo M5E após longas negociações.

"Compromisso, coerência, escuta, trabalho, paciência, bom senso, cabeça e coração para o bem dos italianos. Talvez finalmente cheguemos lá, depois de tantos obstáculos, ataques, ameaças e mentiras", adicionou Salvini no Facebook.

Disputa de poder

Desde as eleições de março, há uma disputa de poder entre populistas eurocéticos, que venceram a votação, e políticos pró-União Europeia.

Depois de semanas de negociação para conseguir formar uma coalizão populista, o presidente Sergio Mattarella vetou a escolha de Paolo Savona como ministro da Economia. De acordo com ele, a decisão foi tomada porque Savona tiraria o país da zona do euro. Diante do veto, houve uma onda de indignação na Itália.

O presidente indicou então, como primeiro-ministro interino, Carlo Cottarelli, ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI). Confiou a ele a função de formar um novo governo e levar estabilidade ao turbulento panorama político e constitucional do país.

Cottarelli anunciou que dirigiria um governo "neutro" que garanta a organização de novas eleições "no mais tardar no início de 2019".

De acordo com a agência France Presse, seria muito improvável que Cottarelli obtivesse a confiança do Parlamento, dominado por membros do Movimento 5 Estrelas e pela Liga, que são contra tudo o que ele representa.

Substituição de Cottarelli

Diante do anúncio de que há um acordo encaminhado entre o Movimento 5 Estrelas e a Liga, o primeiro-ministro interino Cottarelli provavelmente entregará seu cargo.

O presidente Mattarella convocou nesta quinta-feira, às 21h (horário local, 16h de Brasília), o jurista Giuseppe Conte, proposto como primeiro-ministro pelos movimentos populistas.

Conte irá ao Palácio do Quirinal, sede da Presidência, para que provavelmente seja encarregado de formar um novo governo.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box