domingo, 19 de agosto de 2018


Ter, 05 de Junho de 2018 21:16

Osmar e Requião oficializam acordo para oposição conjunta ao governo do Paraná

Bater em dupla... Bater em dupla...


Osmar Dias, candidato ao Governo do Estado pelo PDT e o senador Roberto Requião, do MDB, selaram acordo nesta segunda-feira, dia 4, durante evento, em Curitiba, comemorativo ao 42º aniversário do deputado federal, João Arruda, também do MDB, na presença de mais de 40 prefeitos do interior do Estado e perto de 700 pessoas. Ao motivar a coligação, João Arruda disse que, a partir de agora, as eleições para governador no Paraná tomará um novo rumo, levando Osmar Dias à vitória e à recuperação de um Estado castigado pelas ações equivocadas do governo anterior e do atual. “Todos aqui presentes sabem que meu voto é para Osmar Dias e vou trabalhar para que ele seja eleito o governador do nosso Estado”, disse.

Osmar Dias fez duras críticas à gestão de Beto Richa, afirmando que o então governador colocou o Paraná na beira do abismo, com uma gestão voltada à contratação de pessoal sem qualificação citando, como exemplo, o caso do jornalista Deonilson Roldo que assumiu cargo de um técnico na Copel e ganhava perto de R$ 100 mil, com cargos de conselheiro em várias estatais. O candidato pedetista sustentou que não fará coligações com partidos que buscam o Fundo Partidário e que está preparado e disposto a resolver os graves problemas que o Paraná enfrenta, a começar por 500 mil desempregados.

Roberto Requião também foi duro em sua fala, destacando os prejuízos que a Sanepar vem causando ao povo paranaense, com reajustes que somam mais de 140% por imposição dos sócios da empresa. “Não quero nada mais nada menos do entre 30 a 40 anos de prisão para Beto Richa, que acabou com nosso Estado”, fulminou Requião, confirmando a coligação com Osmar Dias. O deputado Nereu Moura, do MDB, falou em nome dos deputados presentes, inclusive de Luiz Cláudio Romanelli, do PSB, e pediu votos para Osmar Dias.

Antes, o deputado João Arruda entregou em primeira mão ao presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Frank Schiavini, relatório sobre o novo projeto de lei das licitações, do qual é relator, onde os prefeitos, enfim, poderão ter uma gestão sem medo e respaldados pela justiça. “Com a nova lei das licitações, o gestor municipal, que muitas vezes é penalizado pela ação de empresas que prometem a realização de obras e não cumprem, terá agora respaldo e terá ferramentas eletrônicas que lhe darão garantias na contratação de obras e serviços, bem como na administração de pessoal e equipamentos”, disse Arruda.

 

 




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box