Qui, 07 de Junho de 2018 10:40

Paraná assume o primeiro lugar em órgãos para transplante no Brasil

(Foto: arquivo Google) (Foto: arquivo Google)


O Paraná é o 1º lugar em doação de órgãos para transplante em 2018, de acordo com a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). Para celebrar a marca, será feita, hoje, uma homenagem aos profissionais envolvidos no processo de doação e às famílias que autorizaram as doações. O evento contará com a presença do secretário estadual da Saúde, Antônio Carlos Nardi, e acontece no Salão de Atos do Palácio Iguaçu, às 10 horas.

No Estado são 44,2 doadores efetivos por milhão de habitantes, seguido de Santa Catarina (33,7) e Ceará (29,7). No mesmo período, o Estado ficou com o 1º lugar em transplante de rim e 3º lugar em transplante de fígado.

O Paraná fechou o ano passado com o segundo melhor índice no ranking dos estados, com 37,7 doadores por milhão de habitantes, atrás apenas de Santa Catarina (38) e à frente de São Paulo (22,7). A meta, então, era ocupar o primeiro lugar. Para cumprir com este desafio, o Estado conta com a participação de 67 Comissões Intra-hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes, as chamadas CIHDOTTs. Essas equipes desempenham papel fundamental na identificação de potenciais doadores e na sensibilização de seus familiares.

A coordenação de todo o processo fica a cargo da Central Estadual de Transplantes, auxiliada pelas quatro Organizações de Procura de Órgãos (OPOs) - localizadas em Londrina, Maringá, Cascavel e Curitiba. Além disso, compõe o Sistema Estadual de Transplante equipes transplantadoras, laboratórios de histocompatibilidade, bancos de tecidos e câmaras técnicas de órgãos.

Recordes
No ano passado o Estado também bateu recordes na doação de órgãos, confirmando as boas estatísticas do Paraná. Na comparação com 2016, o Estado teve um crescimento de 12,5%, passando de 718 para 808 transplantes de doadores mortos realizados. Se comparado com o ano de 2010, quando houve 184 procedimentos no Paraná, o aumento e chega a 340%.  Também foram realizados mais transplantes de rins (482), fígado (265) e coração (39).

Além dos órgãos, tecidos como a córnea, pele, ossos, valvas cardíacas e tendões também podem ser doados. Todas as doações são feitas por meio do Sistema Estadual de Transplantes. (Fonte: Portal Bem Paraná)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box