domingo, 19 de agosto de 2018


Sex, 08 de Junho de 2018 17:48

Réu confesso: Cabral admite ter movimentado R$ 500 milhões de doações eleitorais, R$ 20 milhões para uso pessoal


O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) é interrogado nesta sexta-feira (8) em processo que apura ocultação e lavagem de dinheiro na Lava Jato. O interrogatório é conduzido pelo juiz Marcelo Bretas. Na audiência, Cabral admitiu ter movimentado R$ 500 milhões em doações eleitorais, sendo R$ 20 milhões do total para uso pessoal.

No depoimento, Cabral disse que "se perdeu" na promiscuidade de doações. "A promiscuidade (de doações) foi muito grande e foi nessa promiscuidade que me perdi. Usei dinheiro de campanha para fins pessoais. Eu nunca pedi a um empresário que incluisse um percentual qualquer em nenhuma obra ou serviço do meu governo. Garanto isso ao senhor, falo em nome dos meus filhos e do neto que conheci essa semana", afirmou.

"Eu pedia dinheiro e campanha sim e era muito dinheiro sim. Em vez de ficar concentrado no meu governo, nas minhas realizações... o poder é algo tão perigoso".

"Eu não soube me conter diante de tanto poder e de tanta força política. E, de maneira vaidosa, quis fazer (eleger) prefeitos, vereadores, usar recursos", acrescentou.

Movimentação de meio bilhão de reais

Em relação às delações premiadas de doleiros e de seu ex-assessor Carlos Miranda, Sérgio Cabral admitiu ter movimentado cerca de R$ 500 milhões, conforme eles disseram. "Desse valor devo ter utilizado para uso pessoal em torno de R$ 20 milhões".

Questionado pelo juiz Marcelo Bretas se Cabral tem interesse em ressarcir os cofres públicos, respondeu; "Tenho sim".

No processo, ele é acusado junto aos doleiros Renato e Marcelo Chebar, além de seu ex-secretário Wilson Carlos e de seus assessores Carlos Miranda e Sérgio de Castro Oliveira, o Serjão.

Questionado pelo juiz Marcelo Bretas se Cabral tem interesse em ressarcir os cofres públicos, respondeu; "Tenho sim".

"Qual a importância de patrimônio estando longe dos filhos? Nada é mais importante", observou o juiz. "Então ofereça à Justiça, ao Ministério Público..."




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box