Sex, 29 de Junho de 2018 10:47

28 anos de Siate em Curitiba e Região Metropolitana



O Siate, Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergência, de Curitiba e Região Metropolitana completa 28 anos neste sábado. O serviço que abrange uma população de 3 milhões e 500 mil habitantes conta com 20 ambulâncias. São, em média, 65 ocorrências diárias, número que chega a 100 nos fins de semana. O Siate foi um dos primeiros serviços de atendimento pré-hospitalar no Brasil. Ao lado de São Paulo, Curitiba foi a outra capital brasileira que articulou a implantação e estruturação do Sistema. No final da década de 80, os serviços de urgência e as equipes de ortopedia do Paraná perceberam que muitos pacientes em estado grave ocupavam grande quantidade de leitos hospitalares. Na época, não havia qualquer cuidado especializado no resgate até chegarem aos hospitais, dificultando o processo de recuperação. Assim, foi estabelecido um convênio entre o Ministério da Saúde, o Governo do Estado e a Prefeitura de Curitiba para elaboração de um serviço de assistência ágil e eficaz. De acordo com o coordenador e um dos fundadores do Siate, Vinícius Filipak, o Siate nasceu com a missão de prestar os primeiros atendimentos para traumas e violências e depois direcionar os pacientes para o hospital.// SONORA VINICIUS FILIPAK.// Filipak ainda disse que foi necessário trazer uma equipe internacional para ajudar no treinamento dos novos socorristas, pois no país não havia nenhuma estrutura pública especializada neste tipo de assistência. A médica Mônica Fiuza Parolin foi a primeira mulher a ingressar no Siate. Ela lembra com muito carinho dos anos iniciais.// SONORA MÔNICA FIUZA PAROLIN.// O Siate trabalha integrado com o Samu, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Juntos, os dois atendem cerca de 500 ocorrências por dia apenas em Curitiba e na Região Metropolitana. Em todo o Estado, são cerca de mil e 800 pacientes atendidos diariamente. O coordenador do Siate, Ricardo Accioly, explica que o atendimento prestado é feito em menos de 10 minutos. Ele conta que quando acontece a ocorrência, imediatamente já é acionada a equipe.// SONORA RICARDO ACCIOLY.// Mesmo trabalhando em sintonia, o Samu e o Siate são serviços complementares: enquanto o Samu atende a todo tipo de emergências médicas, inclusive acidentes, o Siate é voltado exclusivamente para atendimento de acidentes e traumas, como acidentes de trânsito e de trabalho, lesões por faca, arma de fogo, agressão ou tentativas de suicídio. Para acionar o Siate, o número é 193. O Samu atende pelo 192. (Agência Estadual de Notícias/Repórter: Amanda Laynes) 




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box