domingo, 21 de outubro de 2018


Ter, 03 de Julho de 2018 13:30

Elegante, porém correto, puxão de orelhas...


 O presidente Michel Temer defendeu nesta terça-feira (3) que, mais do que independentes, os Três Poderes precisam ser harmônicos entre si como determina a Constituição. "É o que a Constituição fala de harmonia entre os poderes, ao fundamento de que o poder não é nosso, é do povo. Quando há desarmonia, o que há é uma inconstitucionalidade", disse.

Temer participou na manhã de hoje da cerimônia de abertura do Encontro Nacional da Indústria (ENAI) 2018, em Brasília. O tema do encontro é "Brasil 2019-2022: A indústria e o novo governo".

O presidente elogiou o discurso do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, que o antecedeu e defendeu que o próximo governo precisará combater a insegurança jurídica para incentivar empresários a produzir no Brasil. "Nossas instituições não têm tido comprometimento com o País. É inacreditável que a política não tenha harmonia necessária com o Judiciário para o Brasil continuar crescendo", disse Andrade.

Temer ressaltou que "todos desejamos segurança jurídica". "O grande problema que temos quando falamos de insegurança jurídica é quando debordamos dos limites constitucionais e legais", afirmou Temer.

O emedebista disse ainda que "se fala muito de abuso de autoridade" atualmente e que este tipo de abuso nasce quando "você ultrapassa limites das constituições". "Lamentavelmente, com certa rotina tem acontecido certa insegurança que não conduz a um caminho preciso", criticou o emedebista. (Julia Lindner e Fernando Nakagawa)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box