domingo, 16 de dezembro de 2018


Sex, 03 de Agosto de 2018 17:56

Afinal, para onde vai a ex-petista e ex-emedebista Marta?


A assessoria da senadora Marta Suplicy (SP) divulgou uma carta nesta sexta-feira (3) na qual informou que ela se desfiliou do MDB, não disputará a reeleição e passará a atuar na sociedade civil, deixando o Congresso Nacional.

Ex-prefeita de São Paulo (2001 a 2004), Marta se filiou ao MDB em setembro de 2015 após 33 anos no PT.

"Anuncio que não concorrerei à reeleição a senadora da República pelo estado de São Paulo e comunico a minha desfiliação do Movimento Democrático Brasileiro (MDB)", afirmou.

Pouco antes de a carta de Marta Suplicy ser divulgada, o MDB já havia informado a desfiliação:

"O presidente do MDB, senador Romero Jucá, confirma o pedido de desfiliação da senadora por São Paulo, Marta Suplicy, que sai por motivos pessoais".

Mais cedo, nesta sexta, o colunista do G1 e da GloboNews Valdo Cruz informou que Marta estava entre os cotados para compor a chapa de Henrique Meirelles, candidato do MDB à Presidência.

Na ocasião em que se filiou ao MDB, em um evento em São Paulo, Marta se dirigiu ao presidente Michel Temer, à época presidente do partido, e afirmou que ele era a pessoa capaz de reunificar o país.

"A gente quer um Brasil livre da corrupção [...]. Michel, conte comigo para reunificar os sonhos, reunificar o país. Vamos todos unir o Brasil", disse Marta, à época.

S5 Box