Sáb, 04 de Agosto de 2018 11:21

Com recursos do Nota Curitibana, entidades sociais bancam despesas e projetos


Os recursos do sorteio do programa Nota Curitibana da Prefeitura estão ajudando as entidades sociais a tirarem do papel novos projetos e a bancarem despesas de manutenção.

Desde o início do programa, em março, já foram distribuídos R$ 185 mil para 12 instituições das mais diversas áreas - desde as que trabalham com crianças e idosos até as dedicadas a pacientes com câncer e outras doenças.

Isso é possível porque, de acordo com as regras do Nota Curitibana, o contribuinte participante pode indicar uma entidade social para receber outro prêmio, caso ele seja sorteado. São três prêmios principais para o contribuinte, no valor de R$ 50 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil. Já as entidades indicadas por esses ganhadores recebem metade do valor - respectivamente R$ 25 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil.

Erasto Gaertner

A Liga Paranaense de Combate ao Câncer, do Hospital Erasto Gaertner, foi indicada duas vezes pelos primeiros sorteados do programa e recebeu R$ 50 mil. “Para um hospital que sobrevive com 90% de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), essa tem sido uma ajuda importante, principalmente para bancar gastos de fluxo de caixa, como fornecedores e energia elétrica”, diz Carlos Schuster, analista de negócios. O hospital faz 1,4 mil atendimentos por dia. Por ano, são 46 mil pacientes e 1,7 milhão de procedimentos.

Associação Vovô Vitorino

Com 24 anos de atuação no Tatuquara, a Associação de Proteção à Infância Vovô Vitorino atende 70 crianças de 3 a 12 anos com contraturno, acompanhamento socioeducativo aos familiares, cursos profissionalizantes e de geração de renda para a comunidade e atividades para a consciência ambiental.

Maria Julia Xavier, coordenadora de projetos da entidade, lembra que com os R$ 10 mil recebidos em um dos sorteios foi possível comprar material pedagógico, como jogos, lápis, cadernos, massinha de modelar e alimentos para o lanche das crianças. O orçamento da associação é de R$ 120 mil por ano e o dinheiro foi bem-vindo, segundo Julia. “Seria bom que viesse sempre”, diz ela, que já pensa em fazer uma campanha para que mais pessoas participem do Nota Curitibana e indiquem a entidade.

Associação Cristã de Assistência Social

A Associação Cristã de Assistência Social (Acridas) usou os R$ 5 mil que ganhou no Nota Curitibana para tocar projetos e atividades com os 55 acolhidos. Foram gastos com manutenção de materiais, consertos, compra de itens de alimentação e higiene.

Fundada há 34 anos e com sede no Bacacheri, a Acridas atende 67 crianças e adolescentes, de 0 a 18 anos, que tiveram direitos violados. “Ficamos felizes em saber que fomos indicados. Já estamos acionando nossos contatos para receber mais indicações”, diz Ângela Paula, coordenadora de captação de recursos da Acridas.

Apesar do apoio recebido, ela afirma que ainda é difícil fechar as contas no fim do mês. O custo mensal por criança é de cerca de R$ 3 mil e a entidade tem garantido, por mês, cerca de 50% desse montante.

Associação Batista de Ação Social de Curitiba

“Conhecemos o programa por meio da premiação”, diz Sonia Cardoso, coordenadora da Associação Batista de Ação Social de Curitiba (Abasc), que tem 14 projetos sociais e atende 5 mil pessoas por ano. De acordo com ela, o recurso do sorteio, de R$ 10 mil, foi usado para fluxo de caixa da entidade.

Como participar

Mario Nakatani Júnior, coordenador do Nota Curitibana, conta que para participar a entidade de assistência social precisa estar inscrita ou ter projeto junto ao Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) e regular junto à Fundação de Ação Social (FAS). “Muitas entidades ainda se surpreendem quando são indicadas pelos participantes sorteados. Por isso estamos elaborando uma campanha explicativa sobre o programa para esse público”, diz.

O programa Nota Curitibana, lançado no início do ano, já distribuiu R$ 1,26 bilhão em prêmios, contemplando, até agora, 38.544 participantes. O projeto incentiva a emissão de nota fiscal na área de serviços e contribui para inibir a sonegação fiscal. Além dos prêmios, os participantes podem abater até 30% do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). "Curitiba ganha, o cidadão ganha e ainda faz o bem a quem necessita", diz o prefeito Rafael Greca.

Para concorrer, o contribuinte precisa estar cadastrado no site do site do Nota Curitibana e informar o CPF na emissão da nota fiscal. É possível pedir o CPF na nota em vários estabelecimentos do setor de serviços, como assistências técnica (conserto de equipamentos), serralherias, cursos educacionais, lavanderias, gráficas, encadernadoras, dedetizadoras, alfaiatarias, corretoras de seguros, reprografias (fotocópias), vigilância, segurança e monitoramento.

O Nota Curitibana conta com 64.374 cidadãos cadastrados e 94.246 empresas prestadoras de serviço que emitem nota fiscal eletrônica.





Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box