domingo, 16 de dezembro de 2018


Ter, 07 de Agosto de 2018 20:17

Com promessa de que passagem não vai subir, Curitiba recebe 14 novos ônibus

(Foto: Flávio Barros/Banda B) (Foto: Flávio Barros/Banda B)


Com a promessa de que o valor da passagem do transporte público não vai aumentar, a prefeitura de Curitiba entregou, na tarde desta terça-feira (7), 14 novos ônibus para a renovação da frota. São cinco coletivos da linha Interbairros e nove alimentadores – dos quais quatro são convencionais e os outros articulados.

Segundo o prefeito Rafael Greca (PMN), a ideia é que, até o fim do ano, 150 novos coletivos integrem o sistema. “Desde 2013, não tínhamos renovação da frota e agora estamos no número 49. O importante é que esses coletivos não são poluidores, têm duas vagas para deficientes físicos, linguagem em braile, elevador e suspensão pneumática, para não sacolejar”, disse ele em entrevista coletiva. Além disso, os veículos são equipados com câmeras de segurança, para combater furtos e roubos.

Greca afirmou que a entrega dos veículos não mudará o valor da passagem para o usuário. “O grande nome de Curitiba sempre se deu à qualidade do transporte público. E eu insisti em apostar nessa ideia quando determinei a tarifa de R$ 4,25 no início da minha gestão. Nós temos um propósito com as empresas de colocar 400 novos ônibus em circulação e fazer avançar esse ‘metrô de superfície’, que custa mil vezes menos do que um enterrado”, completou.

O prefeito comentou ainda que o próximo passo é melhorar o sistema de bilhetagem, que atualmente ele não considera seguro. “Eu não acredito que o número de passageiros tenha caído tanto como afirmou a antiga gestão e não confio no sistema que existe hoje. Precisamos de um equipamento que permita a identificação do passageiro no cartão pelo reconhecimento facial, que evite a falsificação e a ação de fura-catracas”.

Tarifa técnica

Durante a coletiva, Greca foi questionado sobre o chamamento da Urbs para explicar o aumento na tarifa técnica do transporte, de R$ 4,24 para R$ 4,71, na Câmara Municipal. “Isso é coisa da oposição. A oposição está desesperada, tremendo de inveja… A Urbs vai até lá sim, aqui tudo é transparente, não temos o que esconder. E a tarifa não aumentará, para o desespero dos meus invejosos”, finalizou.

Sobre o caso, o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, declarou que a tarifa técnica obedece a uma regra de cálculo e que tudo será repassado para os vereadores na Câmara. “Essa metodologia é numérica. Nós jogamos os dados na planilha e ela oferece o resultado. Pode ser que antes tenha existido uma ‘caixa preta’ da Urbs, como algumas pessoas falam, mas não na gestão do prefeito Greca. Na próxima semana, vamos espontaneamente até lá para tirar todas as dúvidas e mostrar como o cálculo funciona para os vereadores”.

Ele reafirmou que a passagem dos usuários deve continuar em R$ 4,25 pelo menos até fevereiro do ano que vem.(Com informação da Comunicação Social da Prefeitura e Rádio Banda B)




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box