Ter, 04 de Setembro de 2018 23:09

Ficha suja comilão Justiça manda deputado devolver R$ 82 mil

Chicão, comilão Chicão, comilão


O deputado Francisco Buher (PSD) mora em São José dos Pinhais, a 30 minutos do centro de Curitiba. Faz este caminho quase todos os dias para chegar ao seu local de trabalho, a Assembleia Legislativa, no Centro Cívico.

Apesar disso, pediu ressarcimento à Assembleia de R$ 82.870,68 por despesas com refeições fora do domicílio desde 2015. A ong Vigilantes da Gestão Pública achou que o pagamento da indenização era ilegal e entrou com uma Ação Civil Pública na comarca de São José dos Pinhais pedindo a devolução dos valores aos cofres públicos e o bloqueio dos bens do deputado como garantia.

A juíza Carolina Delduque Basso examinou os documentos, comparou as regras vigentes estabelecidas pela Assembleia para ressarcir despesas e chegou à conclusão que, sim, o deputado Francisco Buher deve devolver os valores e não mais pedir indenizações do gênero. A cada vez que requerer a indenização daqui em diante deve pagar multa de R$ 200,00, conforme estipula na decisão que tomou no dia 31 de agosto e dada a publico nesta segunda-feira (3).

(Contraponto).

O deputado Francisco Buher (PSD) mora em São José dos Pinhais, a 30 minutos do centro de Curitiba. Faz este caminho quase todos os dias para chegar ao seu local de trabalho, a Assembleia Legislativa, no Centro Cívico.

Apesar disso, pediu ressarcimento à Assembleia de R$ 82.870,68 por despesas com refeições fora do domicílio desde 2015. A ong Vigilantes da Gestão Pública achou que o pagamento da indenização era ilegal e entrou com uma Ação Civil Pública na comarca de São José dos Pinhais pedindo a devolução dos valores aos cofres públicos e o bloqueio dos bens do deputado como garantia.

A juíza Carolina Delduque Basso examinou os documentos, comparou as regras vigentes estabelecidas pela Assembleia para ressarcir despesas e chegou à conclusão que, sim, o deputado Francisco Buher deve devolver os valores e não mais pedir indenizações do gênero. A cada vez que requerer a indenização daqui em diante deve pagar multa de R$ 200,00, conforme estipula na decisão que tomou no dia 31 de agosto e dada a publico nesta segunda-feira (3).

(Contraponto).




Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box