quinta, 5 de dezembro de 2019


Qui, 20 de Setembro de 2018 11:49

Richa rebate acusações: ‘sem credibilidade’



O candidato ao Senado pelo Paraná Beto Richa (PSDB) disse, em entrevista ao Bom Dia Paraná nesta quinta-feira (20), que as acusações feitas contra ele pelo empresário e delator da Operação Rádio Patrulha, Tony Garcia, não têm credibilidade.

Beto disse que o relato detectado em conversa telefônica não se tratava de propina e que aguarda da perícia da fita onde foi registrada a gravação entre ele e Tony e Garcia para apurar se há montagem. "Nitidamente, há impressão que tem edição dessa fita", afirmou.

"tico-tico", segundo Beto Richa, é o empresário dizendo que recebeu um pouco de um contrato que estava atrasado.

Nesta semana, a RPC – afiliada da Rede Globo no Paraná – está realizando entrevistas com os candidatos do estado ao Senado. Confira abaixo o cronograma das entrevistas, que seguem até sexta-feira (21).

O ex-governador do Paraná chegou a ficar preso, por quatro dias, por conta da Operação Rádio Patrulha do Ministério Público do Paraná (MP-PR) que investiga crimes em licitações para o reparo de estradas rurais do estado pelo programa Patrulha do Campo. De acordo com Beto Richa, o programa foi um "espetáculo" e beneficiou mais de 200 cidades.

Ao todo, 15 pessoas foram presas em 11 de setembro. Com exceção do ex-chefe de gabinete Deonilson Roldo, que também foi preso no mesmo dia pela



Twitter - Políticos

Jair Bolsonaro


Ratinho Junior


Rafael Greca


Álvaro Dias


Flavio Arns


Professor Oriovisto Guimarães

S5 Box