domingo, 21 de outubro de 2018


Qui, 27 de Setembro de 2018 13:58

Garotinho vai a Brasília para recorrer de decisão do TSE; desempenho nas pesquisas motivou inelegibilidade, diz


Anthony Garotinho, cuja candidatura ao governo do Estado do Rio pelo PRP foi rejeitada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na manhã desta quinta-feira (27), afirmou que a decisão foi motivada pelo seu desempenho nas pesquisas eleitoriais recentes.

O ex-governador acrescentou que segue, ainda nesta quinta, para Brasília a fim de procurar entrar com recursos que garantam a continuidade da sua campanha.

“Se eu tinha a mínima dúvida que pudesse restar de que a minha candidatura é uma pedra no sapato do esquema de corrupção do Rio, agora não resta mais. Se eu tinha a mínima dúvida de que tinha gente do Judiciário do Rio no esquema do Sérgio Cabral, agora eu não tenho a menor dúvida, agora eu tenho certeza. O TSE julgou como foi mandado para lá. As provas foram constituídas aqui no Rio de Janeiro”, afirmou Garotinho.

Na decisão do TSE, todos os sete membros da Corte votaram por negar recurso da defesa contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), que já havia barrado a candidatura com base na Lei da Ficha Limpa.

Ainda segundo ele, a decisão teria sido motivada pelo seu bom desempenho nas pesquisas eleitorais. “Tirar um candidato que está subindo nas pesquisas rumo a vitória a dez dias da eleição é covardia. Fizeram esse julgamento hoje para não deixarem eu participar do debate que vai ter. Sendo que tem outras pessoas que estão na minha frente concorrendo com liminar. Fizeram esse julgamento às pressas porque eu subi nas pesquisas”, disse Garotinho.




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box