quarta, 19 de dezembro de 2018


Sex, 28 de Setembro de 2018 18:01

Comissão do Senado aprova indicação de Kavanaugh, mas republicano pede investigação antes de voto no plenário


A Comissão Jurídica do Senado americano aprovou, nesta sexta-feira (28), por 11 votos a 10, a indicação de Brett Kavanaugh, acusado por três mulheres de má conduta sexual, a uma vaga na Suprema Corte dos Estados Unidos. A sua indicação agora prossegue para o plenário da casa. No entanto, durante a sessão, o senador republicano Jeff Flake (Arizona), que tinha um voto decisivo para a aprovação, pediu que a votação no plenário, que estava prevista para terça-feira (2), fosse adiada em uma semana para que o FBI possa investigar as alegações contra o juiz.

"Devemos fazer o que pudermos para garantir que realizamos toda as devidas diligências para uma indicação tão importante", disse Flake. "Este país está sendo destruído aqui". pediu uma investigação "limitada no tempo e com escopo das alegações atuais [contra Kavanaugh]."

O senador do Texas John Cornyn, da liderança republicnaa, disse algum tempo após o encerramento da sessão que a investigação adicional de até uma semana deverá ocorrer e que no sábado haverá uma votação processual que definirá como continuará o processo de confirmação de Kavanaugh.

O presidente americano Donald Trump, que tem defendido seu indicado Kavanaugh "até o fim", disse que a decisão sobre o que fazer cabe ao Senado, e que tem certeza de que a casa fará "um bom trabalho".

 NR – A aprovação é justa, as acusações das ‘virgens’ dos anos 1980 é a coisa mais nojenta. As ‘esfregações’ e ‘amassos’ que tiveram com o hoje juiz indicado ocorreram  há cerca de 30 anos, quando as ‘donzelas’ e Brett eram estudantes universitários. Naquele tempo os calouros se ‘amassavam’ mesmo nas festinhas – hoje tudo mudou, até uma ‘arretada’ antiga é abuso e estupro...




Twitter - Políticos

Michel Temer


Beto Richa


Rafael Greca


Álvaro Dias


Gleisi Hoffman


Roberto Requião

S5 Box